JPMotos
Considerado psicopata, Zé do Valério dribla forças de segurança e segue foragido há mais de um mês
15 de junho de 2019 às 11:46
113
Visualizações

Aeronaves, cães farejadores, mutirão de vaqueiros de Pedra Branca acampados no mato e até uma reprodução simulada do rosto baseada em uma tomografia de José Pereira da Costa, mais conhecido como “Zé do Valério, estão sendo usados para encontrar pistas que levassem à Polícia ao vaqueiro que é considero um psicopata: todas as iniciativas foram frustradas. Desde o dia 24 de abril, data da morte da universitária Daniele de Oliveira Silva, de 20 anos, o homem dribla as forças de segurança e chegou a invadir casas da Região. Recompensas para quem deter o vaqueiro chegam a R$ 10 mil.

A morte de Daniele chamou atenção pelas características de violência e crueldade. Ele era caseiro e trabalhava para a família da universitária, que desapareceu. Após investigações, a jovem teve o corpo encontrado, as marcas da violência estavam espalhadas pelo corpo. O caso seguiu com a Delegacia Municipal de Pedra Branca, por meio da titular, delegada Anarda Araújo. As diligências aconteceram sem interrupção e a medida que chegavam informes sobre lugares onde Zé do Valério poderia estar, as equipes seguiam para os respectivos locais. Policiais civis chegaram a se embrenhar nos matagais da zona rural sempre que surgia uma nova informação.

A informação de que Zé do Valério era investigado por um crime em Tauá, similar ao que aconteceu com a Daniele, fez com que a delegada Anarda trabalhasse em parceria com o titular da delegacia regional da outra cidade. A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também atua nas buscas, além do Comando Tático Rural (Cotar).

Fake News

Situações de pessoas confundidas com Zé do Valério foram registradas. No inicio, um vídeo de câmeras de segurança divulgado nas redes sociais apontava Zé do Valério como um homem que fazia compras. No entanto, dias depois, foi descoberto que não era o criminoso.

Um outro homem, parecido com Zé do Valério, foi detido por moradores da região. No entanto também foi verificado que não era o foragido. Até imagens de um homem morto foram associadas ao vaqueiro, no entanto, posteriormente, foi confirmado que o homem morto não era o foragido.

Retrato falado

A Perícia Forense, com base em uma tomografia do homem, desenvolveu imagens em que ele parece sem barba e com a cabeça raspada e outra com barba e chapéu, as duas aparências seriam possíveis disfarces utilizados para fugir.

Durante o período foragido, ele roubou uma motocicleta e entrou em uma casa na zona rural. Lá, Zé do Valério bebeu leite e tomou iogurte. A família trancou-se e passou a chave da motocicleta para o criminoso. Ele permaneceu aproximadamente 20 minutos utilizando a residência para se alimentar. A personalidade de Zé do Valério é considerada “psicopática”.

O portal Revista Central, do Sertão Central, divulgou que a família de Daniele chegou a oferecer R$ 10 mil de recompensa para quem encontrar o criminoso.

Outros crimes

A medida que o homem segue foragido, outros crimes são atribuídos a ele. As investigações devem seguir. Radialistas da região citam o caso de forma repetida e afirmam que encontrar Zé do Valério é uma questão de “honra” para Pedra Branca e para as forças da segurança estaduais do Ceará.

Fonte: O Povo

Por Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários