JPMotos
Criminosos fogem da polícia e deixam para trás armas
14 de Abril de 2018 às 11:56
18
Visualizações

Por volta das 13 h desta quinta-feira, 12, o sargento Edelberto, cabo Maurício e soldado G.Oliveira, do destacamento de Orós, com o apoio de policiais do Cotar, receberam  uma  informação dando conta da presença de criminosos acusados de tráfico de drogas, assaltos, homicídios e outros delitos, com mandados de prisão em aberto, na ilha vermelha, no açude Orós, e se deslocaram em barcos até o local.

Quando os policiais chegaram na ilha os delinquentes já tinham fugido, deixando para trás uma espingarda calibre 20 com 3 munições intactas sendo uma deflagrada e um revólver taurus calibre 38, com numeração raspada, 3 munições intactas e 4 deflagradas.

Segundo o sargento Edelberto, os delinquentes seriam  autores intelectuais da morte do agente penitenciário Carlos Antonio Bezerra, que tinha 34anos, assassinado a tiros na manhã do último dia 2 de março na luz do dia em praça pública. Quatro envolvidos diretos na morte do agente já foram presos, inclusive um menor, que executou o agente.

Com informações do correspondente Richard Lopes

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Agência Miséria

ComentáriosComentários