JPMotos
Delegado de Iguatu investiga caso de ossada humana encontrada com perfurações no crânio
19 de junho de 2019 às 16:47
75
Visualizações

O delegado regional de polícia civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, investiga o mistério envolvendo uma ossada humana, encontrada no dia 7 de setembro do ano passado, no sítio Barreira dos Constantinos. Um inquérito policial foi instaurado e já descobriu através do laudo, que a ossada é de um homem com aproximadamente um metro e 60, cuja morte foi provocada por ferimentos transfixante de crânio por projétil de arma de fogo.

O crime ainda tem autoria desconhecida, assim como a identidade da vítima, e segundo o laudo, o projétil partiu de trás para frente, da esquerda para direita.

Marcos Sandro, disse que o tipo de execução se assemelha aos crimes cometidos pelos maníacos de Suassurana, Roberto Alves da Silva e Gleudson Dantas Barros, que se encontram presos desde de 23 de maio de 2018. Eles são acusados da execução a tiros e decapitação de 3 homens e uma mulher.

Um menor de idade envolvido nas mortes ao tomar conhecimento que a polícia estaria a sua procura na época, cometeu suicídio na cidade de Irapuan Pinheiro, no dia 29 de maio do ano passado.

O delegado Marcos Sandro, destaca que pessoas que tiveram parentes desaparecidos na região centro sul, foram submetidos a testes de DNA com a ossada, e os resultados foram negativos.

Visando a identificação da vítima, a delegacia regional de polícia civil de Iguatu, por intermédio do Departamento de Polícia do Interior (DPI-Sul), divulgou o laudo para todas as delegacias do Ceará.

De posse do laudo em mãos, o delegado intensificará as investigações em torno do caso e disponibilizou o telefone da delegacia, 88 3581-0307, para que pessoas que estão com parentes desaparecidos entrem em contato, para que daí em diante o procedimento seja feito.

As informações são do correspondente Richard Lopes

Por Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários