JPMotos
Delegado Romério é transferido de hospital e a categoria se reúne em assembléia para protestar contra o MPE
27 de abril de 2018 às 16:02
104
Visualizações

Atuando há mais de 30 anos no combate ao crime no Ceará, delegado Romério Almeida, titular do 34º DP (Centro), foi afastado do cargo pela Justiça na última quarta-feira. 

O delegado de Polícia Civil, Romério Moreira de Almeida, que sofreu uma tentativa de suicídio na manhã desta quinta-feira (26), foi transferido, na noite de ontem, do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro) para um hospital particular. Ele estava sedado por orientação médica, mas não corre risco de morte. Na manhã de hoje, passará por novos exames para a possibilidade de retirada dos projéteis de pistola calibre 6.35 que estão alojadas no seu corpo.

Romério Almeida foi encontrado ferido em seu apartamento, no bairro Dionísio Torres, por volta de 9 horas. Ele estava sozinho em casa e a esposa ao retornar já o encontrou baleado. Ele teria disparado, ao menos, cinco vezes, com uma pistola. Ao ser socorrido, inicialmente, para o Hospital Gastroclínica (Avenida Santos Dumont), ele estava consciente. Em seguida, por indicação médica, foi transferido para o IJF-Centro.

Categoria

A Associação dos Delegados de Polícia do Ceará (Adepol) realiza, nesta manhã de sexta-feira (27), uma assembléia da categoria para definir a postura que a classe vai tomar oficialmente em razão do afastamento do delegado, fato que culminou na tentativa de suicídio do delegado Romério Almeida.

Na última quarta-feira (25), Almeida foi afastado do cargo por determinação judicial a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), que investiga uma denúncia de envolvimento do delegado e de um advogado em crime de corrupção. Os dois teriam recebido dinheiro de um traficante de drogas preso para a liberação de seu automóvel, apreendido no 34º DP.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários