JPMotos
Dezembro terminou com quatro homicídios em Juazeiro e o ano foi 35% menos violento
3 de janeiro de 2019 às 07:22
71
Visualizações

Com quatro homicídios em dois bairros e uma localidade rural, dezembro teve dois assassinatos a menos que o décimo primeiro mês de 2018 representando queda de 33% na matança em Juazeiro. Já na comparação com dezembro de 2017 foi um homicídio a mais. Ano passado, foram três assassinatos em janeiro, nove em fevereiro, quatro em março, oito em abril, 10 em maio, 17 em junho, quatro em julho, 13 em agosto, quatro em setembro, nove em outubro, seis em novembro e quatro no mês passado.

Segundo levantamento do Site Miséria, em dezembro, os bairros onde houve o registro de homicídios foram Timbaúbas (2) e os demais no bairro Carité e na Vila Padre Cícero (Palmeirinha). No acumulado do ano os bairros Frei Damião e João Cabral lideraram como os mais violentos com nove homicídios cada ou, individualmente, 10,3% da matança em Juazeiro.

O mês de dezembro foi o segundo mais tranquilo do ano superado apenas por Janeiro (3) e empatando com março, julho e setembro com quatro homicídios cada. No ano passado, foram 141 assassinatos contra 91 este ano ou exatamente 50 a menos representando uma queda na ordem de 35,46% na violência. Eis a relação dos homicídios registrados no decorrer do mês passado em Juazeiro:

Dia 08 – Werverton Lima dos Santos, de 22 anos, o “Tropical” que residia na Rua Domingos Sávio (Timbaúbas), foi morto a tiros perto de sua casa por um homem que se aproximou numa Honda Bros de cor preta. A vítima respondia por crime de extorsão.

Dia 11 – Gilberto Bezerra do Nascimento, de 29 anos, o “Betim” que residia na Vila Isaac, 104 (Timbaúbas), foi morto a tiros na Rua João Paulo I naquele bairro. Ele respondia procedimento por furto qualificado e sua esposa falou que o mesmo tinha feito um BO contra uma pessoa à qual emprestou sua moto e ela não tinha devolvido.

Dia 13 – Maurício de Oliveira Alves, de 39 anos, o “Danda” que morava na Vila Pelo Sinal, foi morto a tiros por dois homens numa moto Honda Bros na Rua Nélson Tavares da Vila Padre Cícero (Palmeirinha). Há poucos dias, ele tinha conquistado liberdade da PIRC e teria ido ao local matar sua ex-mulher. A vítima respondia por crimes de porte de arma de fogo e três homicídios, incluindo um tio seu.

Dia 31 – Elvira Maria Pereira, de 85 anos, que residia na Rua Sebastião Régis (Aeroporto), morreu no HRC para onde foi socorrida após ser baleada na cabeça, na noite anterior, numa tentativa de assalto. Seu filho José Casemiro Pereira, de 46 anos, retornava de Caririaçu dirigindo um Ford EcoSport pela Rua Pedro Cruz Sampaio (Carité) quando dois homens numa moto tentaram roubar o carro. Ele seguiu adiante e os acusados atiraram, deixando-o também ferido o qual morreu já este ano.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários