JPMotos
Dois homicídios e cinco tentativas em menos de 30 horas em Crato, Juazeiro, Assaré e Várzea Alegre
3 de agosto de 2016 às 09:59
128
Visualizações

20160802175032_4862_capa

Num intervalo de tempo inferior a 30 horas dois homicídios foram registrados nos municípios de Crato e Juazeiro do Norte, enquanto cinco atentados à bala ocorreram em Assaré, Crato (2), Juazeiro e Várzea Alegre. Tombaram mortos Weverson Gomes dos Santos, de 23, a pedradas e pauladas nesta segunda-feira em Crato, e Alan de Souza, de 20 anos, assassinado a tiros na manhã de hoje em Juazeiro. O seu irmão, identificado apenas por “Juninho”, saiu baleado e terminou socorrido ao hospital.

Por volta das 21 horas desta segunda-feira em um bar perto do Parque de Vaquejadas de Assaré, o jovem Franklin Soares de Melo, de 24 anos, residente na Avenida São Francisco no centro da cidade, foi lesionado com dois tiros no peito direito e no abdômen. Antes, pela madrugada, deu entrada no Hospital São Francisco de Crato Charles Dean Gonçalves Arrais Júnior, de 26 anos, após ser lesionado a tiros no braç esquerdo e tórax. Segundo a polícia, o crime aconteceu na localidade denominada “Baixada Fluminense”.

Às 8 horas, porém no Conjunto Vitória Nossa igualmente em Crato, Cicero Romão de Oliveira Silva, de 25 anos, residente na Rua Farias Brito (Romeirão) em Juazeiro, foi lesionado a tiros. Segundo testemunhas, os autores foram os irmãos gêmeos de iniciais M. G. M., e L. G. M., de 14 anos, localizados pela polícia na Rua José Carvalho Xenofonte com um revolver calibre 32 tendo dois cartuchos intactos e dois deflagrados. Eles disseram que a vítima estava roubando a casa deles e tentou agredir a genitora dos mesmos.

Já às 16 horas houve um caso de agressão no Bar os Amigos que funciona na Rua José Carlos Gomes de Alencar, 88 (Bairro Rosinha) em Várzea Alegre. A polícia foi lá onde soube que José Antonio da Silva, de 68 anos, foi agredido por duas pessoas com várias lesões na face. Os PMs seguiram até a residência dos acusados Cícero André Gomes, de 37, e Artur da Silva, de 19 anos, sendo que, no momento das prisões, eles fizeram várias ameaças de morte contra o idoso na presença dos policiais.

Com parceria Site Miseria

ComentáriosComentários