JPMotos
Dois PMs são presos em flagrante após se envolverem em brigas durante o “feriadão”
18 de novembro de 2019 às 13:26
72
Visualizações

Pefem 1 Pefem 2

Numa briga de vizinhos, a soldado Zarahemla Farias Aguiar Silva, 26 anos, foi presa por desobedecer e desacatar os superiores. Está preso no antigo Quartel do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque)

O Comando-Geral da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) e a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD) vão investigar simultaneamente dois incidentes registrados no “feriadão” envolvendo PMs. Uma policial feminina e um soldado foram presos em flagrante depois de se envolverem em brigas. Ambos estão recolhidos em xadrezes à disposição da Justiça Militar.

O primeiro incidente ocorreu na madrugada de sábado (16), por volta de zero hora, na Rua 12, no bairro Vila das Flores, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A soldado Zarahemla Farias Aguiar Silva, 26 anos, conhecida como soldado Sara, destacada na 1ª Companhia do 14º BPM (Maracanaú), foi presa e autuada em flagrante pelos crimes militares de desobediência e desacato, após ficar ferida numa briga de vizinhos que envolveu outro PM, o sargento Valdecir Pinheiro da Silva, 55 anos, destacado no Batalhão de Policiamento de Guarda de Estabelecimentos Penais (BPGEP).

A policial feminina teria desacatado o sargento e seu vizinho após este reclamar de uma algazarra e som alto que acontecia na casa da soldado Sara. A discussão se transformou em uma luta corporal envolvendo várias pessoas das duas famílias. Na briga, a soldado sofreu uma queda e ficou com o rosto ferido. Quando uma patrulha chegou no local da ocorrência, a policial desacatou o comandante da patrulha com “palavrões” e disse que não ia acatar a ordem de prisão pois, além de m,ilitar, era estudante de Direito. Acabou presa por um tenente e encaminhada ao Comando do Policiamento da Capital (CPC), onde foi autuada pelo major Wagnemberg, supervisor de dia do CPC. Em seguida, Zarahemla foi conduzida ao Quartel do antigo Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque), no Centro, onde permanece presa.

Outro flagrante

O segundo caso aconteceu na madrugada do domingo (17), quando um PM identificado como soldado Castro, destacado na Companhia de Policiamento com Cães (CPCães), do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque), foi preso depois de desacatar e atirar em um sargento.

O fato ocorreu na Boate Austin, na Aldeota, onde, supostamente, o PM estaria bêbado e armado com uma pistola. O chefe da segurança no local, um sargento PM tentou desarmar o soldado e foi atingido com um tiro na mão, causando um grave ferimento. O sargento foi socorrido e o soldado acabou detido e conduzido ao Quartel do CPC, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Castro permanece preso, recolhido na carceragem no Presídio Militar, no Quartel do 5º BPM.

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários