JPMotos
Em apenas 15 dias de 2018, Ceará já registrou 274 assassinatos
17 de janeiro de 2018 às 11:34
247
Visualizações

Chacinas passaram a fazer parte do dia-a-dia da violência no Ceará. Em 2018, já são dois casos

O estado do Ceará registrou nos primeiros 15 dias de janeiro de 2018 um total de 274 Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), apresentado uma média de 18,2 homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte por dia. A capital cearense lidera as estatísticas da criminalidade nestas duas primeiras semanas do Ano-Novo, com 81 pessoas mortas em duas semanas.

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram registrados 76 assassinatos, distribuídos da seguinte forma, por Município: Caucaia (18 homicídios), Maracanaú (12), Maranguape (10), Aquiraz (7), Pacajus (7), Horizonnte (6), Pacatuba (5), Itaitinga (4), São Gonçalo do Amarante (3), Cascavel (2), Guaiúba (1) e Chorozinho (1).

No Interior do estado, foram totalizados, em 15 dias,  108 assassinatos, numa média de 7,2 crimes por dia. A Região Interior Sul apresentou o maior número de homicídios, com 58 casos. Já o Interior Norte registrou 50 casos de CVLIs.

Entre as 274 vítimas dos assassinatos, estão 16 mulheres. Treze foram mortas na Grande Fortaleza e outras três no interior do estado (nos Municípios de Itapiúna, Quixeramobim e Crateús).

Também no mesmo período, 15 adolescentes foram assassinados, sendo 10  nas ruas e favelas de  Fortaleza, dois na Região Metropolitana (um em Pacajus e outro em Maranguape) e mais três no interior (nos Municípios de Boa Viagem, Iguatu e Tabuleiro do Norte).

Confrontos

Nos 15 primeiros dias de 2018, nada menos, que 16 pessoas tombaram sem vida em confronto com a Polícia, crimes denominados de morte por intervenção policial e que não são contabilizados pelo governo como CVLIs.

Foram 13 mortos no Interior (nos municípios de Orós, Barbalha, Quixadá, Iguatu e Morada Nova), dois na Região Metropolitana de Fortaleza (em Pacatuba) e um na Capital (na Avenida Aguanambi, no bairro de Fátima).

Múltiplos

Também na primeira quinzena de janeiro foram registrados no Ceará 14 casos de múltiplos homicídios (crimes de morte com mais de uma vítima), sendo duas chacinas (uma em Maranguape, com quatro mortos; e outra em Hidrolândia, com três vítimas), além de 10 casos de duplos homicídios (Vila Velha, Granja Lisboa, Antônio Bezerra, Messejana, Tabuba/Caucaia, Garrote/Caucaia, Alto São João/Pacatuba, Jardim Bandeirantes/Maracanaú, Morada Nova e Milagres).

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários