JPMotos
Em Icó Delegado investiga carta de suposta facção criminosa
7 de abril de 2017 às 08:31

O delegado regional de polícia civil de Icó, Márcio Chalita, está investigando uma carta que foi fixada em alguns postes de iluminação pública da cidade e foi deixada de forma misteriosa na Rádio Papagaio FM (97,5), para ser lida no programa “Patrulha Policial”.

A carta de uma suposta facção criminosa Comando Vermelho (CV), também já circula nas redes sociais. A carta em tom de Edital Informativo, dá saudações a população de Icó, e mais adiante diz que a família do CV. RL, comunica que desde o dia 5 deste mês, não será mais permitido alguns tipo de acontecimento que vem ocorrendo, como roubo de aparelhos celulares, de motos e bicicletas. Diz a carta que moto é um meio de transporte para todos os cidadãos icoenses, onde os quais passam vários meses para pagar uma moto e já é roubada.

A suposta facção pede mais respeito aos cidadãos e que não será mais permitido roubo de celulares na cidade. A carta deixa claro que aqueles que forem pegos roubando irão ter punições a altura, pois querem apenas respeito por parte de todos.

No final a suposta facção deseja a comunidade saudações por parte do crime, e humildemente um forte abraço a todos os icoenses por parte do crime do estado do Ceará CV.RL. E quem passar por cima desse comunicado será punido conforme o ato.

Carta que foi fixada em alguns postes de iluminação pública em Icó. (Foto: Richard Lopes/Agência Miséria)

O delegado Márcio Chalita acrescentou que já está tomando todas as providências iniciais visando identificar o autor da carta e quem difundiu o documento, e quem manda no Icó é a polícia e não facção.

Com informações do Radialista Richard  Lopes

Por Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

1,092 total views, 1 views today

ComentáriosComentários