JPMotos
Empresário foi assassinado em Fortaleza a mando do sócio, diz polícia
17 de janeiro de 2019 às 05:00
181
Visualizações

empresário assassinado dentro do carro em 4 de janeiro no Bairro Guararapes, em Fortaleza, foi executado a mando do sócio e do motorista, concluiu a Polícia Civil. O homem apontado como o autor dos disparos, Diego Cunha Ferreira, já havia sido preso; um quarto suspeito está é investigado. Diego é chefe de uma facção no Bairro Jangurussu.

Conforme a Polícia Civil, o sócio da vítima, Ricardo Rocha da Silva, apontado como um dos mandantes, estava insatisfeito com a divisão dos lucros da empresa. Já o motorista, Jeferson Souza Vieira, 23 anos, tinha dívidas com a vítima, patrão dele, no valor aproximado de R$ 40 mil.

As dívidas foram adquiridas em eventos noturnos que ele frequentava com Leonardo. Ainda segundo a Polícia Civil do Ceará Ricardo, se juntou a Jeferson e contratou Diego para matar Leonardo.

‘Ensaio’ do crime

Jeferson dirigia o carro do empresário no momento do crime e chegou a repassar detalhes do percurso que faria. Antes do homicídio, eles chegaram a simular o crime, como uma espécie de “ensaio”.

Os assassinos do empresário ficaram parados em uma rua simulando que o carro estava quebrado. Quando o empresário passava pela via com o motorista, eles abordaram o veículo da vítima.

Diego foi preso na noite do mesmo dia do crime e confessou a participação. Ricardo, Jeferson e Diego foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe.

G1 Ceará

ComentáriosComentários