JPMotos
Exclusivo! Fraude milionária contra a Petrobras também em Juazeiro sob investigação
27 de Janeiro de 2018 às 09:00
30
Visualizações

Uma investigação feita por policiais civis da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte descobriu uma fraude contra a Petrobras e um homem foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira. A operação teve o apoio de um funcionário da empresa que já desconfiava da ilegalidade. Segundo o Delegado Regional, Juliano Marcula, o acusado apresentava a fatura verdadeira ao dono do posto de combustível, porém o código de barra no boleto era adulterado.

Com isso, no momento em que o empresário local efetuava o pagamento do combustível recebido, o dinheiro caía na conta de uma empresa ao invés da Petrobras. O valor médio de cada fatura é da ordem de R$ 60 mil e, como são várias, a estimativa é de um rombo milionário junto a Petrobras. Hoje pela manhã uma equipe da 20ª DRPC fez o flagrante num dos postos e levou o acusado para ser ouvido. Todavia, o delegado optou por não divulgar o nome nesse momento “para não atrapalhar as investigações”.

A polícia disse apenas que o motorista trabalha para a Petrobras facilitando a ação do mesmo e, agora, quer descobrir para onde o dinheiro estava indo. Na base da empresa em Crato os investigadores da DRPC observaram que a nota ali entregue não era a mesma que chegava ao posto, cujo dono pagava, mas o dinheiro não ia para os cofres da Petrobras. Já o motorista disse em seu depoimento que não tinha conhecimento da adulteração.

Segundo o funcionário da Petrobras, a empresa já monitorava essa situação por notar desfalques em relação aos pagamentos quando descobriu que estes eram feitos pelo comprador de combustível dono do posto. Por isso, foi montada a operação e ele – juntamente com inspetores da Polícia Civil – ficou na “campana”, a fim de acompanhar uma das entregas nesta manhã. Quando o motorista apresentou a fatura, a polícia chegou para recolher a nota e o funcionário da Petrobras constatou a adulteração.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários