JPMotos
Exclusivo! Preso mais um acusado do assalto na Escola José Bezerra em Juazeiro
6 de julho de 2018 às 11:00
42
Visualizações

A Polícia Civil de Juazeiro do Norte prendeu mais um acusado do assalto na Escola José Bezerra de Menezes, que funciona no bairro São Miguel. Trata-se do jovem Ataide Moura dos Santos, de 22 anos, residente na Rua Manoel Alves Tavares (Frei Damião), que teria sido o responsável por empunhar a arma de fogo e dar o apoio ao se comparsa. Ele foi preso por volta das 13 horas desta quinta-feira na própria Delegacia Regional de Juazeiro e negou envolvimento no crime apesar das imagens.

Ao se apresentar, não sabia da existência de um Mandado de Prisão Preventiva por roubo majorado expedido pelo Juiz de Direito, Lucas Medeiros de Lima, da Comarca de Caririaçu. É que, nas investigações, a polícia já tinha descoberto que no mesmo dia 6 de junho – quando houve o roubo no estabelecimento de ensino juazeirense – o mesmo trio praticou outro assalto em Caririaçu. A divulgação das imagens dos acusados atraiu vítimas daquela cidade até à Delegacia de Juazeiro.

Segundo o Delegado Regional de Polícia Civil, Juliano Marcula, foram conseguidas imagens outras da ação no roubo de uma moto, celulares e bolsas com documentos de vítimas em Caririaçu permitindo o confronto. Por lá, o mesmo Fiat Siena de cor prata e placas KZE-1763, inscrição de Juazeiro, apreendido em poder do suposto mentor dos assaltos Cícero Andruilles da Silva Mendes, de 20 anos, preso no dia 8 de junho dirigindo o carro por uma estrada vicinal entre Juazeiro e Missão Velha.

A polícia já sabe quem é o terceiro envolvido no assalto e tenta descobrir o seu paradeiro. Em relação a Ataíde Moura, este já responde procedimentos por furtos e roubos em Juazeiro e Barbalha desde sua menoridade. Inclusive, na tarde de ontem, foi reconhecido por funcionários da Escola José Bezerra como um dos assaltantes. Naquele dia, foram roubados vários celulares e equipamentos eletrônicos de funcionários e do próprio estabelecimento de ensino.

Ao ser preso dois dias após, Cícero Andruilles confessou ter dado apoio à fuga dos dois comparsas e foi autuado em flagrante pelo delegado Juliano Marcula, a fim de responder por crimes de posse ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e assalto. Ele já responde nove procedimentos por roubos, tráfico, porte de arma de fogo e assalto com sequestro da vítima.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários