JPMotos
Exclusivo! Quase a metade dos homicídios de 2017 em Juazeiro foi contra jovens
25 de Janeiro de 2018 às 10:30
14
Visualizações

Um levantamento exclusivo feito pelo Site Miséria revela que 43,97% das 141 pessoas assassinadas no decorrer do ano passado em Juazeiro do Norte eram jovens com idades entre 18 e 30 anos ou um aumento relativo e queda percentual na comparação com 2016. Nessa faixa etária, 62 garotos tombaram mortos contra 60 em 2016 ou 45,45% das 132 pessoas mortas naquele ano, sendo que a maioria tem a ver diretamente com o uso ou tráfico de drogas.

Outros estavam presentes no submundo do crime com furtos, roubos, lesões ou homicídios e, nestes casos, sugere vingança ou acerto de contas. A estatística mostra ainda que 20 adolescentes – 11 a mais que o ano anterior – foram mortos em 2017 no Juazeiro representando 14,18% ou, percentualmente, mais que os 6,81% de 2016. Enquanto isso 46 pessoas ou 32,62% se situavam numa faixa de idade entre 31 e 50 anos significando menos que as 51 (38,63%) pessoas assassinadas em 2016 com essa idade.

Já com idades superiores a 50 anos 10 pessoas ou 7,09% tombaram mortas – duas a menos em relação a 2016 – cujo percentual foi de 9,09%. Além disso, três pessoas (2,12%) com idades desconhecidas já que não foram identificadas. O mais idoso no ano passado foi morto no dia 18 de fevereiro no caso Antonio Romão de Araújo, de 84 anos, que residia na Rua João Rocha, 55 (Juvêncio Santana). Ele foi assassinado a golpes de foice naquela via juntamente com o vizinho Joaquim Nascimento dos Anjos.

Enquanto isso a mais nova foi Paloma Oliveira Silva, de 14 anos, que residia na Rua Joaquim de Sousa Menezes (Romeirão), morta a tiros no dia 27 de outubro juntamente com o seu namorado Cícero Mailson da Silva, de 16 anos, que residia no bairro Santa Tereza. Naquele mesmo dia, um feto de quatro meses da parturiente Edivania Martins da Silva, de 30 anos, foi extraído no HRC após ela ser baleada nas costas supostamente durante assalto na Rua Leão XIII no bairro Salesianos.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

 

ComentáriosComentários