JPMotos
Facção criminosa do Rio Grande do Norte invade o Ceará para matar membros do PCC em Limoeiro do Norte
16 de novembro de 2018 às 11:10
38
Visualizações

RN

Criminosos do Sindicato do Crime, facção do RN, atacou a cidade de Limoeiro, na madrugada de ontem

A ação rápida e precisa da Polícia Militar impediu um confronto armado entre facções criminosas, que se transformaria em mais uma chacina no Ceará. O caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (15), feriado da Proclamação da República. Bandidos de uma facção do Rio Grande do Norte, denominada de Sindicato do Crime, vieram ao Ceará com o objetivo de eliminar integrantes de um bando rival pertencente ao PCC (Primeiro Comando da Capital).

Era por volta de 2 horas de quinta-feira quando a PM foi acionada para ir até a periferia da cidade de Limoeiro do Norte (a 163Km de Fortaleza), onde, segundo a denúncia, um grupo formado por quatro homens armados havia chegado ali em um Gol vermelho com placas do Rio Grande do Norte. O objetivo dos homens do “Sindicato do Crime” era eliminar quatro integrantes do PCC, identificados por Jônathas, Fábio e uma jovem conhecida por Carol. Os três haviam chegado à cidade há poucos dias e estavam morando numa casa alugada.

Ao tomar conhecimento do fato, a PM fez um cerco no bairro, mas os criminosos conseguiram escapar por um matagal. De acordo com as investigações, os bandidos do Rio Grande do Norte são conhecidos como “Bacleudo”, “Boi”, “Mazim” e “Valdim”, todos considerados de alta periculosidade e foragidos da Cadeia de Mossoró.

Uma mulher

A Polícia também descobriu que a jovem de nome Carol, que seria um dos alvos do plano de chacina, havia ligado para o 190 se passando por “Josiane”, quando então pediu ajuda pois os bandidos potiguares estavam tentando invadir a casa, localizada na Rua Joaquim Jacó, no bairro Luís Alves de Freitas.

No começo da manhã, por volta de 6h30, policiais militares que ainda faziam buscas aos criminosos do estado vizinho acabaram localizando o carro usado na fuga, o Gol vermelho. No entanto, os bandidos continuam foragidos.

Com informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários