JPMotos
Facções ordenam que presos escapem da cadeia no Ceará
31 de janeiro de 2018 às 08:58
110
Visualizações

A morte dos 10 detentos em Itapajé revelou um problema que vem se intensificando nos últimos meses, inclusive em municípios distantes da Capital. À medida que o tráfico de drogas se dissemina pelo Interior, as facções travam guerras pela disputa de território. Em menos de 48 horas, três cadeias públicas de diferentes cidades registraram motins de internos.

Militares que conversaram com a reportagem foram unânimes: os presos tinham como objetivo fugir de seus rivais, com medo de que a chacina ocorrida em Itapajé se repetisse. “Os criminosos acabam tomando para si táticas da Polícia. Quando acontece um problema, a Polícia reforça o efetivo, realoca policiais, monta uma força-tarefa em um lugar. Pois as facções também aprenderam a fazer isto. Existe a possibilidade de um revide à Chacina das Cajazeiras e os líderes estão ordenando que os presos fujam, para que a facção se una para o possível confronto”, afirmou um policial da Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSPDS).

Na madrugada de segunda-feira (29), três internos conseguiram escapar da Cadeia Pública de Fortim, e ainda não foi recapturado. O destacamento da PM do Município afirmou que os foragidos são Nicolas Leandro de Freitas Costa, Felipe Silvano da Silva e Lyner Keer Teixeira dos Santos. Dentre eles, há membros do Comando Vermelho e Guardiões do Estado (GDE).

Um policial militar da região, que não quis se identificar, lembrou que a infraestrutura da Cadeia Pública é precária. Conforme o servidor, a segurança do equipamento é feita por um único agente penitenciário.

“A cadeia daqui nem muro tem. É no meio dos matos e cercada por alambrados. De madrugada, vai um marginal e deixa arma e celular lá no buraco da ventilação. Quem trabalha em Fortim sabe dessa realidade”. Ainda segundo a PM, a cidade turística do Interior está tomada pelas facções criminosas.

Na mesma madrugada da fuga em Fortim, a PM registrou a fuga de 10 detentos da Cadeia Pública de Senador Pompeu. Os criminosos, todos considerados perigosos, conseguiram fugir, após cavarem um buraco na parede que dava acesso à parte externa da unidade penitenciária.

Conforme a PM, todos os fugitivos integram a facção Comando Vermelho. São eles, Francisco Israel de Araujo Santos, Arlan Lucas Rodrigues Barbosa, Raimundo Pedrosa Felício Júnior, Paulo Roberto Nascimento Silva, Nailton Ferreira de Lima, Francisco Rafael de Mesquita Martins, Fernando Oliveira Serafim, Francisco Adinael Pergentino de Mesquita, Ailton Jones Queiroz da Silva e Flávio Medeiros do Nascimento.

Tentativa

Na madrugada de ontem, foi a vez de 10 detentos tentarem escapar da Cadeia Pública de Nova Russas. Segundo a PM, a fuga frustrada foi em consequência da chacina de Itapajé. “Eles têm acesso a todo tipo de informação. Sabem primeiro do que a gente sobre o que acontece do lado de fora”, explicou um sargento, sem se identificar.

O Complexo de Delegacias Especializada da Polícia Civil (Code) também frustrou uma tentativa de fuga de detentos, que já haviam quebrado as grandes das celas, na última segunda-feira.

Fonte: Diário do Nordeste

ComentáriosComentários