JPMotos
Família é executada dentro de casa na Jacarecanga; criança e adolescente são poupados por criminosos
31 de janeiro de 2019 às 08:00
102
Visualizações

Três pessoas de uma mesma família foram executadas dentro de casa no Bairro Jacarecanga, em Fortaleza, na madrugada desta quinta-feira (31). Por volta das 4h, homens em três carros pararam em frente ao local, um conjunto de quitinetes na Rua Tirol, invadiram o imóvel e executaram mãe, filho e o companheiro da mulher, que estavam no terceiro andar do prédio, segundo a polícia.

A mãe o o filho foram identificados apenas como Janaína e Adrianderson. O outro assassinado foi Francisco Adriano, que deixou a prisão há três semanas e estava usando uma tornozeleira eletrônica.

Uma criança de 11 anos e um adolescente de 14, filhos de Janaína, estavam na casa. Os dois foram deixados em um quarto e “poupados” pelos criminosos.

De acordo com investigadores, o Francisco Adriano é ligado ao tráfico de drogas e o crime estaria relacionado a briga entre facções. Na parede da casa foi pichado “GDE 745”, referência ao grupo criminoso Guardiões do Estado. A área onde houve o triplo homicídio é dominado pelo Comando Vermelho (CV), ainda conforme e polícia. Os assassinos também escreveram que iriam voltar.

Antes de deixar o local, os executores ainda arrastaram os corpos para o segundo andar do imóvel.

Triplo homicídio pode estar relacionado ao assassinato de um casal na Barra do Ceará

O triplo homicídio na Jacarecanga pode estar relacionado a outros assassinatos ocorridos minutos depois na Barra do Ceará. Um homem e uma mulher foram as vítimas. A polícia informou que os criminosos atuaram da mesma forma nos dois casos, chegando à residência em carros e invadindo o local para executar as vítimas.

Os mortos foram um jovem de 19 anos, identificado apenas como Natalino, e uma mulher que chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos a bala.

As investigações estão sendo realizadas pelo 7º Distrito Policial, no Pirambu. A delegacia divulgou dois números para o envio de informações que podem levar à captura dos criminosos: (85) 9.8541.8614 e (85) 3101.2232.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários