JPMotos
Feriadão da Semana Santana teve 11 mortes violentas no Cariri e superou o Carnaval
3 de abril de 2018 às 07:23
104
Visualizações

O Feriadão da Semana registrou 11 mortes violentas na região do Cariri ou menos que as 15 no mesmo período do ano passado. Porém, quase o dobro na comparação com as seis mortes no Carnaval deste ano. Neste feriadão foram seis homicídios, três mortes em acidentes de trânsito, um caso de afogamento e uma vítima de queda. De acordo com levantamento feito pelo Site Miséria, tivemos quatro corpos de Juazeiro, dois de Barbalha e os demais de Missão Velha, Araripe, Mauriti, Porteiras e Nova Olinda.

Por volta das 18 horas de quinta-feira o comerciante e agente de saúde Jessé Moreira Leite, de 63 anos, o “Tércio Moreira”, foi morto a tiros em seu estabelecimento comercial no Sítio Retiro na zona rural de Missão Velha, onde morava. Segundo testemunhas, um homem usando capacete se aproximou dele após chegar numa moto Honda Bros 160 de cor azul quando efetuou os disparos e fugiu em seguida.

Às 6 horas de sexta-feira, no Anel Viário (São José) em Juazeiro, um jovem morreu e outros quatro saíram feridos num grave acidente. José Antonio Lucas dos Santos, de 19 anos, residia na Avenida Chagas Bezerra (Bairro Mirandão) em Crato, e dirigia um Fiat Uno de cor verde quando sobrou numa curva, bateu e derrubou um poste da rede elétrica morrendo preso às ferragens do Carro. Eles procediam do Horto e os outros quatro foram socorridos pelo SAMU ao Hospital Regional do Cariri.

Já às 10h30min, no bairro Campo de Avião em Araripe, Francisco Caio Oliveira da Silva, de 22 anos, que residia no Sítio Água Branca, foi morto a tiros. Ele bebia com quatro pessoas quando chegaram dois homens numa moto de cor preta e mandou estes afastarem. Caio correu, mas foi perseguido e baleado tombando numa casa em obras na Rua Santos Dumont. Em Goiás, ele matou o irmão e lesionou a companheira. Já em Araripe atropelou uma garota e aleijou um colega de farra com gargalo de garrafa.

Duas horas e meia depois Wesley Victor dos Santos Sousa, de 16 anos, que residia na Avenida Padre Cícero, 824 (Bairro São Miguel) em Crato, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu na sala de cirurgia do HRC. Ele foi uma das cinco vítimas do acidente no Anel Viário em Juazeiro quando um Fiat sobrou na curva e derrubou um poste da rede elétrica. Ele também ficou preso às ferragens e foi retirado com fraturas nos braços e nas pernas.

Por volta das 16 horas ainda de sexta-feira morreu em um dos leitos do Hospital Santo Antonio de Barbalha o agente penitenciário José Ariosvaldo de Oliveira Braga, de 63 anos de idade, que residia na Avenida Buriti Grande (Bairro Dantas) em Mauriti. Ele estava internado desde o dia 26 de março após sofrer uma queda quando foi socorrido ao hospital, mas faleceu quatro dias depois.

Às 03h30min de sábado, na passagem molhada da estrada do Sítio Barro Vermelho em Porteiras, Antonio Leite Tavares, de 43 anos, residente no Sítio Simão, dirigia um Fiat Strada o qual sofreu pane na travessia durante chuva. As águas subiram rapidamente quando ele saiu do carro com a esposa e um filho de 16 anos. Ao tentar retirar a filha Davila Maria Nunes, de 4 anos, ela já não mais estava no Fiat. A criança foi arrastada pelas águas e encontrada quatro horas depois a uma distância de 3 Km.

Já as 14h30min morreu na UTI do Hospital Santo Antonio de Barbalha, João Mauro Granjeiro, de 47 anos, que residia no Sítio Venha Ver naquele município. Na noite do dia 25 de março, no cruzamento das ruas Paulo Marques e Projetada “N” no Parque Bulandeira em Barbalha, ele foi lesionado com um tiro de pistola na cabeça e socorrido em estado grave. Naquele dia mataram a travesti Francisco Maceildo de Melo Matias, de 31 anos, que morava em Juazeiro (BA) e tinha vindo rever os pais.

Na primeira hora da madrugada de domingo, na CE-292 à altura do Sítio Jacus perto do estádio de futebol de Nova Olinda na saída para Potengi, o menor André Anderson Alves Gonçalves, de 16 anos, morreu num acidente de trânsito. Ele residia em Nova Olinda e pilotava uma moto Honda CG 125 Fan de cor azul quando invadiu a contramão de direção e colidiu num Honda Civic de cor azul, cuja dianteira ficou bastante destruída. A moto foi arremessada a uma distância média de 15 metros e caiu, inusitadamente, com os pneus para cima apoiada pelo guidão e o banco.

Por volta das 18 horas, no bairro do Rosário em Barbalha, o jovem Robson Silva Oliveira, de 20 anos, foi morto a tiros de pistola na cabeça num caso de execução sumária. O crime foi praticado por dois homens que fugiram numa motocicleta em alta velocidade. A vítima respondia procedimento por ameaça e lesão corporal contra Romero Silva do Santos por meio de Inquérito Policial protocolado no dia 4 de novembro de 2015 na 2ª Vara da Comarca de Barbalha.

Às 20h30min, no cruzamento da Rua São Geraldo com a Travessa Santa Inês (Pio XII) em Juazeiro, José Ariel Virgínio da Silva, de 19 anos, que era apelidado por “Kuririm”, foi morto a tiros por dois homens numa moto. Ele residia na Rua Raimundo Bezerra Sobreira, 143 (Frei Damião), contava com várias passagens pela polícia por furtos e roubos e já tinha sido vítima de um atentado à bala no cruzamento da Avenida Carlos Cruz com a Rua Santa Tereza (São Miguel).

Quase no mesmo horário ainda deste domingo, porém na Rua Jose Andrade de Lavor em frente ao número 59 (João Cabral), o adolescente Francisco Joenio dos Santos Silva, de 15 anos, que residia naquela rua, foi lesionado com cinco tiros. Ele morreu às 22h30min no Hospital Regional do Cariri e saíram feridos, sendo socorridos ao mesmo hospital a mãe dele, Francisca dos Santos Silva, de 51 anos, e o irmão de iniciais F. S. S., de 16 anos. Os crimes foram praticados por três homens em duas motos.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários