JPMotos
Fim de semana com cinco homicídios num total de 10 mortes violentas na região do Cariri
8 de agosto de 2016 às 15:14
112
Visualizações

20160808103059_4824_capa

Subiu de nove para 10 o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram cinco homicídios, três vítimas fatais em acidentes de trânsito, uma de descarga elétrica e o achado de um recém-nascido. Ao contrário dos dois finais de semanas anteriores, Juazeiro liderou o “ranking negativo” com três corpos, porém acompanhado de perto pelo Crato com outros três. Os demais foram de Campos Sales, Brejo Santo e dois de Jardim.

Por volta das 13h30min deste sábado, na Rua 22 de Julho (Pio XII) em Juazeiro, Damião Ramon Gomes Lima, de 20 anos, o “Ramon Negão” que residia na Rua Domingos Sávio, 184 naquele bairro, foi morto com três tiros, sendo um na cabeça, outro nas costas e mais um no braço direito por dois homens que trafegavam numa moto. Segundo a polícia, Ramon era suspeito de envolvimento com assaltos e respondia por um crime contra a administração pública, além de testemunha de um homicídio.

Uma hora depois, na Rua Celerino N de Carvalho, 260 (Bairro Guarani) em Campos Sales, o comerciante João Pereira de Carvalho Neto, de 32 anos, o “João Neto”, foi morto a tiros por dois jovens que ali chegaram numa moto. Ele tinha um bar onde funcionava ainda um ponto de apostas. O mesmo era suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas e, em maio, a polícia apreendeu um revólver em sua casa, além de responder pela exploração de jogos de azar em Assaré e ação de indenização por danos morais.

Já às 19 horas ainda deste sábado, em sua residência na Rua Luiz Gonzaga no bairro Alto da Penha em Crato, a doméstica Francisca Adenis Vieira de Oliveira, de 36 anos de idade, lavava roupas numa máquina quando sofreu uma descarga elétrica. A mesma ainda foi socorrida às pressas por familiares ao Hospital São Francisco, mas já chegou sem vida após ser eletrocutada.

Perto das 4 horas da madrugada deste domingo, no Bar de Raimundo na esquina da Rua das Flores com a Avenida Aracaju (Romeirão), Cosmo Iranildo Rodrigues de Lima, de 38 anos, que residia na Rua Todos os Santos, 1919 naquele bairro, foi morto a tiros e golpes de capacetes. Ele respondia por assaltos, porte ilegal de arma de fogo e o assassinato de Railson Justino dos Santos, de 15 anos, o “Burrinho”, morto na Feirinha da Troca no dia 15 de fevereiro de 2009 por ele e seu irmão gêmeo Damião Ivanildo Rodrigues de Lima o qual foi assassinado no dia 17 de dezembro de 2015 na Rua Professora Ivani Feitosa.

Às 11 horas o corpo de um recém nascido foi encontrado por populares dentro de uma caixa em Jardim. O achado se deu em um terreno baldio perto da Churrascaria Curral do Gado no chamado bairro Tetéu naquele município. Militares do Destacamento de Jardim foram acionados e estiveram no local até o momento em que o rabecão trouxe o corpo para necropsia no IML de Juazeiro. Diligências estão sendo feitas para tentar descobrir as responsabilidades sobre o caso.

Por volta das 17 horas, na CE-060 que liga os municípios de Barbalha e Jardim, Raimundo Lobo de Sousa, de 42 anos, morreu em acidente de trânsito perto do Distrito Lagoa do Alto na zona rural de Jardim. Ele viajava na garupa de uma moto Yamaha XTZ pilotada por seu genro, Rafael Francinaldo de Freitas, de 23 anos, o qual perdeu o equilíbrio e caiu na estrada. O jovem foi socorrido em estado grave para o hospital local. Segundo populares, os dois tinham ingerido bebidas alcoólicas e não usavam capacetes.

Cerca de três horas depois morreu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri o aposentado Francisco Manoel Santana, de 84 anos, que residia na Rua Sebastião Mariano da Silva, 46 no bairro Tiradentes em Juazeiro. Ele estava internado desde o dia 22 de maio quando foi atropelado por um veículo perto de sua casa se constituindo na 19ª vítima fatal em acidente de trânsito este ano em Juazeiro.

Já às 20h30min, no Bar o Mirante que funciona na Rua São João, 169/A na encosta do Seminário em Crato, Sérgio Saraiva Gois, de 23 anos, o Serginho, que residia na Rua Francisco Ferreira de Assis no Conjunto Vitória Nossa, foi morto a tiros. Segundo testemunhas, dois homens chegaram numa moto Honda Fan efetuando os disparos quando a vítima saiu correndo e caiu de uma altura aproximada de quatro metros. Ele respondia por crimes de desacato, dois de lesões corporais, dois de ameaças e um homicídio.

Duas horas depois, na Rua São Cristovão, 397 (Bairro Alto da Penha) em Crato, Francisco Gledson da Silva, 38 anos, que morava no imóvel número 86 daquela rua foi lesionado a tiros na presença do seu pai “Raimundinho” que o socorreu às pressas com a ajuda de uma patrulha da Polícia Militar ao Hospital São Francisco onde faleceu. Segundo testemunhas, os autores dos disparos trafegavam em uma moto de cor escura.

No mesmo horário, porém no Km 505 da BR-116 perto do posto de combustível São Joaquim em Brejo Santo, Cícero Renato de Lucena, de 37 anos, que residia na Rua Olavo Silva de Araújo, 109 (Bairro Araujão) daquele município, morreu em acidente de trânsito. O mesmo pilotava a sua motocicleta pela rodovia federal quando teria batido na traseira de um caminhão morrendo no local. O motorista seguiu viagem adiante sem prestar socorro à vítima.

Com parceria Site Miseria

ComentáriosComentários