JPMotos
Fim de semana com homicídios em Caririaçu, Mauriti e Campos Sales na região do Cariri
14 de agosto de 2017 às 12:08

Caiu de nove para quatro o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram três homicídios e uma vítima fatal em acidente de trânsito com corpos de Caririaçu, Barro, Mauriti e Campos Sales. Duas mortes ocorreram ainda na noite de sexta-feira, mais uma no sábado e outra neste domingo.

Por volta das 20h30min de sexta-feira, na CE-060 perto do lixão de Caririaçu, foi encontrado o corpo de Sayure Alves Nobre, de 18 anos, que residia na Rua Vereador Antonio Brás (Limoeiro) em Juazeiro, apresentando uma perfuração à bala na cabeça. Ela se constituiu na segunda mulher morta este ano em Caririaçu e a 15ª do ano no Cariri. A outra foi Maria Silva de Lima, de 31 anos, assassinada a facadas no dia 30 de abril por José Roberto Oliveira Alves Silva, de 33, que suicidou na cadeia de Juazeiro.

Cerca de três horas depois foi registrado um acidente de trânsito com vítima fatal na BR-116 na zona rural de Barro. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local onde encontraram o corpo do agricultor José de Arimatéia Mariano de Oliveira, de 53 anos de idade. Ele morava na zona rural daquele município e o rosto estava um tanto desfigurado devido o atropelamento.

Já às 22 horas de sábado o vendedor Severino Monteiro Paixão Júnior, de 47 anos, que residia no Sitio Covão no município de Lagoa Seca (PB), foi morto com cinco tiros enquanto bebia numa calçada na Rua 2 do Bairro Barrosão em Mauriti. Populares disseram apenas terem ouvidos estampidos de arma de fogo e, ao saírem à rua, viram o vendedor agonizando. O caso está envolto em mistério já que Severino não tinha passagens pela polícia local.

Às 13h30min deste domingo, no interior do Vale do Amanhecer na Avenida Francisco Veloso de Andrade (Bairro Guarani) em Campos Sales, Pompeu da Silva Neto, de 37 anos, foi morto com quatro tiros na cabeça. Ele estava com outras pessoas quando chegaram dois homens numa moto Honda Fan de cor preta simulando um assalto, mas foram direto ao encontro de Neto o qual tombou morto após ser lesionado. A vítima era dona e morava no próprio centro espírita.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

462 total views, 1 views today

ComentáriosComentários