JPMotos
Fim de semana com homicídios em Juazeiro, Crato e Caririaçu e uma morte no trânsito
30 de setembro de 2019 às 15:38
60
Visualizações

Subiu de um para quatro o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste foram três homicídios e uma morte em acidente de trânsito com dois corpos de Juazeiro do Norte e os demais de Crato e Caririaçu. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, duas mortes aconteceram na noite de sábado e outras duas na madrugada e noite deste domingo.

Por volta das 20 horas de sábado morreu num dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro o agricultor Ernesto Batista da Silva, de 55 anos, para onde foi socorrido após se envolver num acidente. Às 17 horas daquele dia o mesmo pilotava uma moto por uma das ruas do bairro Professora Geli de Sá Barreto (antigo Brejo Seco), onde morava, quando colidiu com outra. Ele foi socorrido às pressas ao HRC, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu cerca de três horas depois.

Três horas depois, ainda no sábado, Aldemar da Silva Lima, de 34 anos, chegava em sua casa na Rua Cecília Meireles perto da caixa d’água do bairro Antonio Vieira em Juazeiro quando foi morto a tiros por dois homens numa moto Honda CG 150 de cor vermelha. Ele era usuário de drogas e respondia por porte de arma de fogo e furto. No dia 19 de outubro de 2013 Aldemar saiu lesionado ao tentar tomar os celulares de dois jovens e terminou agredido a capacetadas na Avenida Padre Cícero (Triângulo).

Às duas horas da madrugada deste domingo, na Rua Sagrada Família no chamado “Beco do Cachimbo” no centro de Crato, Gabriel Félix de Melo, de 21 anos, que ali residia, conversava com dois desconhecidos quando surgiu uma discussão. Um deles sacou uma arma de fogo e atirou causando sua morte no local. Gabriel se fazia acompanhar do irmão Francisco Félix de Melo que saiu lesionado nas nádegas e no abdômen. Eles não tinham passagens pela polícia, mas existiam suspeitas de envolvimento de ambos com crimes em Farias Brito.

Já às 20h30min ainda no domingo o ex-presidiário Robério Martins Moura da Silva, de 31 anos, o “Nego Belo”, foi morto a tiros por dois homens numa moto quando chegava em casa na Rua Raimundo Lacerda Machado Souza no Bairro Umari em Caririaçu. Ele era suspeito de envolvimento nos ataques da semana passada quando tentaram incendiar a agência dos Correios e atearam fogo no CREAS. O mesmo respondia por violência doméstica, lesão corporal, arrombamento e tráfico de drogas.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

ComentáriosComentários