JPMotos
Fim de semana no Cariri com cinco mortes em acidentes e um homicídio
10 de junho de 2019 às 15:30
74
Visualizações

O número de mortes violentas na região do Cariri se manteve em seis na comparação entre os dois últimos finais de semana. Neste foram cinco em consequência de acidentes de trânsito e um homicídio com quatro corpos provenientes do município de Barro e os demais de Santana do Cariri e Campos Sales. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, uma morte aconteceu ainda na noite de sexta-feira e as demais na noite deste domingo após um sábado tranquilo.

Por volta das 20h30min de sexta-feira morreu num dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro o jovem, Leonardo Duarte Alves, de 18 anos, que residia na Rua Geraldo Moreira de Lacerda no centro de Santana do Cariri. No final da tarde daquele dia o mesmo pilotava uma moto pela CE-166, que liga os municípios de Nova Olinda e Santana do Cariri, quando caiu do veículo e terminou socorrido ao HRC, porém faleceu pouco tempo depois em virtude da gravidade dos ferimentos.

Já às 18h30min deste domingo o vigilante Jean Kildery de Sousa, de 41 anos, o “Kildim”, que residia no bairro Alto Alegre em Campos Sales, foi morto a tiros quando via um jogo no estádio Moraisão. Dois homens chegaram numa moto e o garupeiro desceu indo ao encontro de Kildim dentro do estádio efetuando os disparos à queima roupa num crime de pistolagem. Carlos Alberto da Silva, de 39 anos, residente no bairro Guarani, saiu lesionado de raspão na face por bala perdida e foi socorrido ao hospital.

Às 21 horas um Fiat Siena de cor preta caiu no açude do Sítio Balsas em Barro quando o motorista trafegava pela estrada vicinal e passou direto numa curva rumo ao reservatório. Pedro Damião Júnior, de 27, que residia em Cachoeira dos Índios (PB), morreu a exemplo de Valéria Araruna da Silva, de 22, Jandira Barbosa de Freitas, de 22, a “Janny”, e sua irmã Josenira Barbosa de Freitas, de 26 anos, a “Josy”, que residiam no bairro Trajano Nogueira em Barro. Na hora em que o carro submergia Amanda Duarte Teles, de 20 anos, moradora do mesmo bairro, conseguiu sair do veículo e escapou.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

ComentáriosComentários