JPMotos
Fim de semana no Cariri com dois homicídios e duas mortes no trânsito
21 de outubro de 2019 às 11:00
29
Visualizações

Caiu de oito para cinco o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram duas mortes em consequência de acidentes de trânsito, dois homicídios e uma vítima de queda com corpos de Crato, Barro, Mauriti, Assaré e Porteiras. Três mortes aconteceram no sábado e outras duas neste domingo.

Por volta das 15 horas de sábado a bebê Maria Paulina Bispo Alves, de apenas dois meses, morreu no Hospital São Camilo após quatro dias internada. Segundo familiares, na noite de segunda-feira (14) a criança caiu da cama na casa onde morava na Rua José Pinheiro Teles (Bairro Vila Lobo) em Crato. No dia seguinte passou a apresentar convulsões e terminou socorrida pelos pais ao hospital onde foi medicada e recebeu alta. Maria Paulina voltou a passar mal e retornou ao hospital quando morreu.

Às 23 horas Maria Lucenia de Souza, de 56 anos, que residia no Sítio Batedor em Barro, caiu da garupa de uma moto pilotada por seu companheiro identificado apenas por “Edinho”. Eles tinham bebido numa vaquejada no Sítio Queimadas e, no retorno para casa, provavelmente desenvolvia alta velocidade quando a mulher desequilibrou na garupa e caiu. “Edinho” só percebeu quando estava um pouco adiante e retornou tratando de socorrê-la ao hospital, mas Lucenia já chegou sem vida.

Meia hora depois, ainda no sábado, na CE-384 mais precisamente no Distrito de Umburanas na zona rural de Mauriti, o motoqueiro Gilberto Pereira Dias, de 26 anos, que ali residia, morreu num acidente com moto. Ele pilotava uma Honda CG 150 Titan KS de cor vermelha e placa HZA-5394 quando atropelou o pedestre Roberto Gomes Diniz, de 43 anos, morador da localidade. Gilberto teve morte imediata ao cair da moto e Roberto foi socorrido ao Hospital de Mauriti

Já às 6 horas deste domingo populares encontraram o corpo de Cícero Paulo de Sousa, de 28 anos, o “Corrozinho do Gesso” que residia na Rua José Daniel (Bairro José Dodô) em Assaré. O cadáver se encontrava na estrada vicinal de acesso ao Sítio Boqueirão não muito distante do Bar da Galinha Caipira, onde tinha participado de uma festa e voltava para sua casa. O corpo apresentava perfurações à faca entre o coração e o rosto, teve a orelha decepada e quase foi degolado. Ele era usuário de drogas e respondia por violência doméstica, lesão corporal e receptação.

Por volta das 19 horas Daniel Amaro da Silva, de 21 anos, que residia no Sítio Muquém em Porteiras morreu no Hospital Geral de Brejo Santo após ser lesionado com duas facadas no abdômen. O crime aconteceu no Forró dos Velhos no Clube Lima Paulos Casa de Shows que funciona no Sitio Coxos às margens da CE-397. Ele brigou com uma pessoa identificada por “Edjackson Emanuel, filho de Duda da Oficina” que mora no Bairro Entre Rios em Porteiras o qual desfechou os golpes e fugiu.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários