JPMotos
Fim de semana no Cariri com quatro mortes no trânsito e um homicídio
9 de setembro de 2019 às 12:01
12
Visualizações

Se manteve em seis o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram quatro mortes em conseqüência de acidentes de trânsito, um homicídio e uma vítima de queda com três corpos de Crato e os demais de Milagres, Jati e Assaré. Duas mortes aconteceram ainda na noite de sexta-feira, uma no sábado, mais duas no domingo e outra na madrugada desta segunda-feira.

Por volta das 21 horas de sexta-feira, na chamada Ladeira do Sabão na BR-116 em Milagres, o agricultor Antonio Ramalho do Nascimento, de 59 anos, caiu de sua moto Honda NXR 150 Bros KS de cor vermelha e placa NQU-7557 e morreu no local. Ele morava no Sítio Água Vermelha na zona rural de Milagres e uma ambulância do SAMU ainda esteve no local, mas os profissionais de saúde apenas constataram o óbito.

Uma hora e meia depois o vigilante de uma fábrica de calçados, Galdino Barros de Souza, de 49 anos, morreu no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro. Ele morava na Rua Nossa Senhora da Penha (Seminário) em Crato, onde, no dia 26 de agosto, bateu com sua moto na traseira de um carro que parou na faixa de pedestres. O acidente foi na Avenida Padre Cícero em frente à Marcenaria Santa Luzia (Bairro Muriti) em Crato. Galdino foi socorrido ao hospital, mas faleceu 11 dias depois.

Às cinco horas da madrugada de sábado José Renato de Lima, de 43 anos, foi assassinado a golpes de facão no pescoço e nos pulsos. O cadáver dele foi encontrado por populares que trataram de avisar à polícia e uma patrulha da PM esteve no local. A vítima morava no Conjunto Humberto Batista por trás da Rodoviária no centro de Jati onde o crime aconteceu e o corpo encontrado na via pública. Dois menores acusados do crime foram apreendidos e levados à Delegacia de Brejo Santo.

Já às 16h30min de domingo, na Avenida Padre Cícero em frente a Jodibe em Crato, o vendedor Francisco Alcântara Pereira, de 61 anos, que residia em Juazeiro, teve sua moto Honda de cor preta abalroada por um taxi Fiat Pálio de cor branca e morreu. O taxista de Juazeiro abandonou o carro no local do acidente onde profissionais de saúde do SAMU apenas constataram o óbito. A vítima vendia roupas usadas e vinha na direção de sua casa.

Cerca de duas horas e meia depois o aposentado Adauto Francisco da Silva, de 94 anos, morreu num dos leitos do Hospital São Raimundo de Crato. Ele morava no Distrito de Aratama na zona rural de Assaré, onde sofreu uma queda na última terça-feira quando foi socorrido por familiares ao hospital, mas faleceu cinco dias depois em virtude do agravamento do quadro clínico.

Por volta das 4 horas da madrugada desta segunda-feira um homem completamente despido de aproximadamente 40 anos foi atropelado por um ônibus de turismo com placas de Juazeiro e morreu na CE-386 mais precisamente no Sítio Quebra em Crato. O motorista Josean Vieira da Costa, de 38 anos, residente em Farias Brito, disse que foi surpreendido pelo homem nú que atravessou a rodovia no momento em que o coletivo passava. Ele ainda acionou o SAMU, mas apenas foi constatado o óbito.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários