JPMotos
GTE de Cajazeiras prende elemento acusado de torturar comparsa e desarticula quadrilha que estava realizando vários assaltos na região de Cajazeiras e Aurora no Ceará
8 de fevereiro de 2019 às 04:59
163
Visualizações
O GTE de Cajazeiras prendeu um indivíduo identificado Francinaldo de Melo Farias vulgo Neguinho de boca Mucha, acusado de torturar um adolescente de 15 anos na cidade de São José de Piranhas no sertão da Paraíba na companhia de outros indivíduos.

Segundo informações a prisão se deu, após o adolescente da entrada em um hospital com várias lesões graves pelo corpo.

No primeiro momento, o adolescente negou e disse que tinha caído de um Cavalo, o que não convenceu os agentes. Depois  de uma conversa o menor confessou que tinha sido torturado pelos seus comparsas em virtude de ter tido uma moto Yamaha, Factor YBR, de cor vermelha, de placa MOT – 7383 que tinha sido tomada de assalto na cidade de Cachoeira dos Índios, sendo a mesma apreendida pela PM na cidade de São José de Piranhas no dia 31 de janeiro.

Segundo o menor, a moto seria usada em outros assaltos na região de Cajazeiras e Aurora no CE, onde o autor intelectual e executor que comandou toda a ação reside e que só tem 17 anos de idade.

Revoltados com o menor, os comparsas levaram o adolescente para uma residência onde foi brutalmente espancado e torturado. O menor também relatou aos agentes que as agressões foram gravadas.

Segundo a PC, o mandando e executor das agressões é um adolescente de 17 anos que é natural da cidade de Aurora no CE e vem praticando assaltos na região e é investigado na participação da morte de um PM no estado do Ceará.

A Polícia Civil descobriu que o infrator tinha uma casa em Bonito de Santa Fé, toda mobiliada e que os móveis foram comprados com dinheiro oriundo de roubos.

Diante das informações, foi pedido a justiça mandados de busca, apreensão e prisão dos envolvidos, sendo preso o Neguinho de boca Mucha em São José de Piranhas no início da semana, também foi apreendido um celular que tinha as imagens das agressões,  e fotos do adolescente exibindo grandes quantidades de dinheiro fruto de roubos da quadrilha além de vários moveis comprados pelo infrator.

Já o menor de 17 anos e outro indivíduo também menor não foram localizados pela Polícia Civil.

O adolescente que foi agredido, já responde a vários procedimentos foi internado no CEA da cidade de Sousa devido um pedido de internação por vários delitos.

As buscas ainda continuam para prender os infratores que são considerados de alta periculosidades.
Angelo Lima
ComentáriosComentários