JPMotos
Ex-presidiário morre ao apontar arma para o Raio em Umari
12 de agosto de 2019 às 12:07
3.408
Visualizações

Por volta das 19h30 deste domingo (11), uma composição do Raio 02 de Icó, recebeu uma denúncia anônima dando conta que quatro suspeitos do ataque ao fórum de Lavras da Mangabeira na tarde do último dia 8, estariam escondidos na casa de uma mulher, no centro da cidade de Umari e foi até o local.

A dona da casa que estava na calçada, autorizou a entrada dos raianos e negou a existência dos suspeitos. Porém, quando os policiais entraram na residência, visualizaram um indivíduo nos fundos da casa e foi pedido para que ele saísse.

O suspeito saiu por trás de lençóis estendidos em um varal, com arma em punho, apontando em direção a composição. Diante da ameaça iminente, os policiais efetuaram 3 disparos.

Emerson Rodrigues da Silva, de 23 anos, conhecido por Gordo, natural de Cedro e que morava na cidade de Icó, foi alvejado e socorrido pelos policiais para o hospital de Umari, onde veio a falecer.

Com o suspeito, os policiais apreenderam um revólver calibre 32, com marca e numeração ilegível, cinco munições picotadas e dois celulares.

Gordo havia sido preso no dia 15 de junho do ano passado, em Icó, com 12 papelotes de maconha, dinheiro, balança de precisão e com panfletos de uma facção criminosa, que eram colocados em postes e residências com ameaças. Ele respondia a lei de entorpecentes e era suspeito de outros delitos.

A arma e os celulares que estavam com Gordo foram apresentados ao delegado plantonista da delegacia regional de polícia civil de Icó, Henrique Gurgel, para procedimento. O corpo de Emerson Rodrigues foi encaminhado de Umari para ser necropsiado no IML de Iguatu.


As informações são do correspondente Richard Lopes

Por Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários