JPMotos
Jovem morto por amigos e acidentes de moto são as principais notícias do plantão policial neste fim de semana
27 de dezembro de 2017 às 09:42
21
Visualizações

Três pessoas morreram durante este final de semana na região do Cariri. Acidentes envolvendo motocicleta e uma morte durante bebedeira são as principais ocorrências policias durante os dias 24 e 25.

No domingo (24), por volta das 20h, Cícero Lúcio de Oliveira, 43 anos, seguia em uma moto CG 125 placa HUP 6778 de Cedro-CE, pela rodovia Padre Cícero, próximo ao distrito de Quitaiús e, de acordo com as autoridades, perdeu o controle, caiu e veio a óbito no local devido ao choque na cabeça. O SAMU foi solicitado, mas ao chegar no local do acidente, apenas constatou o óbito.

Na madrugada de Natal, às 3h30 desta segunda-feira (25), Felipe Silva Meneses, 18 anos, pilotava uma moto modelo Factor YBR quando foi surpreendido por uma Saveiro branca placa HXV-8180, de Juazeiro do Norte.

O veículo colidiu fortemente contra a motocicleta e Felipe foi socorrido ao Hospital Regional do Cariri. Por conta dos ferimentos graves, não resistiu e veio a óbito. O acidente ocorreu no cruzamento das ruas São Pedro com Leão XIII na divisa entre os bairros Centro e Salesianos.

CRATO

O motorista Mateus Silva Mandes, 21 anos, foi morto na madrugada desta segunda-feira, 25, após ser alvo de diversas facadas, em Crato. De acordo com a polícia, ele participava de uma confraternização natalina com amigos quando se envolveu em uma discussão e acabou sendo assassinado.

Era por volta das 2h35 quando o fato aconteceu na rua Teófilo Cavalcante, 14, bairro Lameiro. Após a discussão com amigos durante a festa, Mateus foi esfaqueado no peito e nas costas. Ele foi socorrido po outros amigos até o Hospital São Francisco, mas não suportou os ferimentos e veio a óbito.

De acordo com os policiais, o crime teria sido praticado por quatro homens identificados apenas por Nanoca, Cabeça, Guilherme e Cleiton. Os policias continuam na busca pelos suspeitos.

 
Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Felipe Azevedo/Agência Miséria

ComentáriosComentários