JPMotos
Julho terminou com uma mulher morta no Cariri num caso de latrocínio em Araripe
15 de agosto de 2018 às 10:03
67
Visualizações

O mês de julho terminou com o registro de uma mulher assassinada na região do Cariri mais precisamente no município de Araripe após os últimos quatro meses sem homicídios contra pessoa do sexo feminino. Nos sete primeiros meses deste ano são cinco mulheres mortas contra 12 na comparação com igual período do ano passado ou sete a menos representando uma queda em mais da metade.

Já na comparação dos meses de julho deste e do ano passado houve um crescimento porquanto não houve assassinatos de mulheres no sétimo mês de 2017. Este ano, mulheres tombaram mortas em cinco cidades da região, sendo uma no mês de janeiro, três em fevereiro e uma no mês passado. De acordo com levantamento feito pelo Site Miséria, foram assassinadas pessoas do sexo feminino em Aurora, Caririaçu, Assaré, Jardim e Araripe.

No último dia 21 de julho Rita Orlanda da Silva, de 37 anos, que residia na Rua Antônio Nunes de Alencar no centro de Araripe foi morta com um tiro efetuado por um dos cinco ladrões durante assalto na loja de celulares do seu companheiro Vítor Alves Pereira Neto, de 38 anos, num crime de latrocínio. No dia 24, ou três dias depois, a polícia prendeu Antonio Antoniel da Silva, de 25, o “Nenê”, e Francisco Eduardo Nunes, de 20, o “Dudu”. Já no dia 26 foram presos mais dois acusados: Francisco Samuel Nascimento Silva e Pedro Pereira Leite, ambos de 18 anos.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

 

ComentáriosComentários