JPMotos
Março terminou com quatro assassinatos em Juazeiro e o ano é 56,7% menos violento
4 de abril de 2018 às 11:28
84
Visualizações

Com quatro homicídios em diferentes bairros, o mês de março teve cinco assassinatos a menos que o segundo mês do ano representando uma queda da ordem de 55,55% e onze a menos na comparação com março de 2017 quando 15 pessoas tombaram sem vida em Juazeiro. Este ano foram registrados três homicídios em janeiro, nove em fevereiro e quatro no mês passado.

Segundo levantamento do Site Miséria, em março os bairros onde houve o registro de homicídios foram Franciscanos, Salesianos, Leandro Bezerra e Campo Alegre. No acumulado do ano os bairros Betolândia, Frei Damião e Tiradentes são os mais violentos com dois cada ou, juntos, 37,5% da matança em Juazeiro.

No ano passado, em três meses, eram 37 assassinatos contra 16 este ano ou 56,75% a menos. Eis a relação dos homicídios registrados no decorrer do mês passado em Juazeiro:

Dia 17 – José Edmilson Bezerra da Silva, de 53 anos, o “Edmilson Aleijado” que residia na Rua Formosa, 95 (Pio XII), pedalava sua bicicleta quando foi surpreendido por tiros efetuados por dois homens numa moto no cruzamento da Avenida Carlos Cruz com a Rua Pio X (Franciscanos).

Dia 17 – Valdir Barbosa da Silva Filho, de 20 anos, o “Júnior Barbosa”, que era vigilante e morava na Rua das Orquídeas, 108 (Antônio Vieira), foi morto a tiros numa oficina de funilaria e pinturas que funciona na Rua Monsenhor Lima perto do Posto VIP (Salesianos) por um homem que fugiu num Fiat Pálio de cor branca.

Dia 17 – Antonio Bernardino da Silva Neto, de 44 anos, o “Antonio Neto” que era pedreiro e morava na Rua Horácio Campelo, 364 (Timbaúbas), foi morto a tiros no cruzamento da Rua Rui Barbosa com a Avenida Humberto Bezerra (Bairro Leandro Bezerra), por dois homens identificados apenas por “Rogério” e “Nego” que fugiram numa moto.

Dia 25 – Cícero de Araújo Bezerra Martins, de 29 anos, o “Cicinho” que residia na Rua Vaneide Soares Bezerra (Campo Alegre), foi morto a tiros na Rua Mirtes Alves de Menezes naquele bairro enquanto pilotava sua moto Honda de cor vermelha. Os acusados fugiram num carro de cor vermelha.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários