JPMotos
Megaoperação policial “fecha” a Babilônia e prende seis suspeitos dos ataques e outros crimes
9 de outubro de 2019 às 13:05
43
Visualizações

bABILÔNIA

Mais de 350 policiais civis e militares, peritos e bombeiros participaram da operação nesta terça

Mais uma megaoperação da Polícia cearense foi realizada na manhã desta quarta-feira (9) em Fortaleza contra o crime organizado. Desta vez, a caçada policial a bandidos integrantes de facções criminosas ocorreu na comunidade Babilônia, no Barroso, na Zona Sul da Capital. Policiais civis e militares cumpriram mandados de busca e apreensão coletivos, que permitem aos agentes terem acesso a qualquer endereço na comunidade. Seis pessoas foram presas.

A operação foi comandada pela delegada Adriana Arruda e contou com um contingente de aproximadamente 350 homens, de várias delegacias e departamentos da Polícia Civil, da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Forense do Estado (Pefoce).

O delegado Fernando Menezes, da Coordenadoria de Planejamento Operacional (Copol) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), informou que a ofensiva desta manhã de quarta-feira pode ser considerada um desdobramento da “Operação Contra Ataque”, que, em duas etapas, na semana passada, prendeu vários suspeitos de envolvimento com os ataques criminosos realizados no mês passado em 28 cidades cearenses, com incêndio a veículos e atentados a prédios públicos e privados, como uma revendedora de veículos importados no bairro Dunas, em Fortaleza, onde 28 carros foram destruídos pelo fogo.

As seis pessoas presas na operação são suspeitas de participação em outros crimes, além dos atentados, como tráfico de drogas e armas, crimes de extorsão, ameaça e invasão de domicílio (expulsão de moradores de seus imóveis), além de assassinatos por conta da “guerra” entre as facções criminosas GDE e CV.

 

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários