JPMotos
Mistério envolve assassinato de menino de 7 anos encontrado carbonizado no bairro Aracapé
19 de dezembro de 2017 às 12:58
28
Visualizações

O pequeno Marcelo havia desaparecido no fim de semana e ontem foi achado morto

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) buscam pistas que possam esclarecer o assassinato do menino Marcelo Henrique Gonçalves de Oliveira, de apenas 7 anos de idade, cujo corpo foi encontrado com marcas de violência e semi-carbonizado, na tarde desta segunda-feira (18), no bairro Aracapé, na zona sul de Fortaleza. O menino havia sumido no último fim de semana.

Conforme os pais do garoto, ele costumava brincar com outras crianças da sua faixa etária nas proximidades de casa e se arriscavam por um túnel numa estação de tratamento de água do Mondubim. Na tarde de domingo, o menino sumiu e a mãe fez um apelo através do facebook para que as pessoas ajudassem a encontrar o filho.

Contudo, no começo da tarde de ontem, o corpo do menino foi localizado por moradores que ajudavam nas buscas desde o dia anterior.  Policiais militares que atenderam à ocorrência acionaram a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), que mobilizou as equipes da DHPP e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) para o local.

Os peritos fizeram um trabalho minucioso no local em busca de pistas para esclarecer o crime e, na manhã desta terça, realizam exames no corpo da criança para descobrir a “causa mortis” e, ainda, esclarecer se houve violência sexual.

Na tarde de ontem, o pai do menino esteve na sede da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) e fez o reconhecimento do corpo do filho.

Caso semelhante

Na manhã do dia 7 de abril último, a menina Débora Lohany de Oliveira, 4, foi encontrada morta após desaparecer de sua casa, no bairro Aerolândia O cadáver da criança, já em estado de decomposição, foi localizado nas margens da Via Expressa, no bairro Dionísio Torres.

A mãe reconheceu como sendo da filha o chinelo usado pela uma criança. A garota estava desaparecida desde a noite de 27 de março. Um suspeito acabou preso e confessou o crime.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários