JPMotos
Mototaxista foi atocaiado e morto a tiros na descida da Serra do Araripe em Crato
22 de novembro de 2018 às 10:15
49
Visualizações

 Exatamente cinco dias depois e um novo homicídio foi registrado em Crato se constituindo no sétimo do mês de novembro que já se tornou o mais violento do ano juntamente com setembro. Por volta das 16h30min, na estrada vicinal de acesso ao Sítio Serrinha perto do Colégio Agrícola de Crato, foi encontrado o corpo do mototaxista Cícero Dantas da Silva, de 42 anos, que residia na Rua Luiz Barreto de Morais, 25 no bairro Seminário.

A primeira informação chegada para a polícia foi de um acidente já que ao lado do corpo estava a moto Honda CG 125 Fan de cor amarela e placa NQZ 2891, inscrição de Crato. Estiveram ainda no local uma ambulância do SAMU, um perito da PEFOCE e um Delegado da Polícia Civil quando veio a constatação de quatro perfurações à bala no rosto e uma na mão.

Uma filha de Cícero disse que o mesmo tinha acabado de deixá-la na localidade e, no percurso de ida, avistara um homem num matagal perto de onde o corpo do pai foi encontrado, mas de nada desconfiou. A idéia inicial é de um latrocínio já que não encontraram a bolsa e nem o celular da vítima. Segundo a polícia, além de mototaxista, Cícero, também, emprestava dinheiro a juros outro caminho para as investigações.

Este foi o 49º homicídio do ano em Crato ou 80% em relação aos 61 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha acontecido sexta-feira (16) com o achado do cadáver de Edinaldo Ferreira da Silva, de 26 anos, que residia na Rua Terezinha, 150 (Bairro Pantanal) apresentando perfurações à faca num terreno baldio na Rua Zacarias Gomes ao lado do Colégio 18 de Maio no centro de Crato. Em fevereiro de 2017 ele já tinha sido vítima de um atentado à faca.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários