JPMotos
“Nenén Macaco” foi morto a tiros esta manhã em Juazeiro por quatro homens em duas motos
22 de junho de 2017 às 07:41

Três homicídios foram registrados num curto intervalo de cinco horas entre a madrugada e a manhã desta quarta-feira em Juazeiro do Norte elevando para 11 o número de assassinatos neste mês de junho e um total de 68 este ano no município. Por volta das 4 horas da madrugada o andarilho Luis Pereira de Morais, de 42 anos, que residia no bairro Jardim Gonzaga foi executado a tiros no centro a exemplo de uma moradora de rua encontrada sem vida duas horas depois na Vila Três Marias.

Por volta das 9 horas desta terça-feira Carlos Antonio Ferreira da Silva, de 55 anos, que era apelidado por “Neném Macaco” ou “Neném do Horto” residente no Sítio Logradouro, foi morto a tiros por quatro homens em duas motos na estrada de acesso àquela localidade em Juazeiro. O mesmo respondia por um crime de furto praticado em fevereiro de 2013 e de violência doméstica protocolado na justiça n o dia 8 de julho de 2015. Além disso, era suspeito de envolvimento numa série de arrombamentos.

A Ação Penal por furto foi protocolada no dia 19 de fevereiro de 2013 na 3ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro tendo como vítima Janio Kleber Duarte Lins. Segundo a denúncia formulada pelo Ministério Público, na noite do dia 02 de janeiro daquele ano, na Rua Olgives de Melo, o denunciado foi preso em flagrante logo após ter subtraído nove sacos de cimento, uma alavanca e duas chaves de fenda. Depois, foi liberado mediante pagamento de fiança

Já no dia 18 de outubro de 2016 a Policia Civil investigava uma série de arrombamentos em residências resultando na prisão de “Nenén Macaco” com cerca de R$ 300 mil em joias e relógios. Ele seguia para sua residência no Sítio Logradouro na zona rural de Juazeiro quando terminou preso. Os próprios delegados Marcos Antonio dos Santos e Júlio Agrelli se surpreenderam com a quantidade de objetos de valor. Uma das vítimas teve vários relógios de sua rara e cara coleção furtados após arrombamento de sua casa. Alé m de relógios, os policiais recolheram joias, óculos, pedras preciosas como diamante, cordões e pingentes.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

475 total views, 2 views today

ComentáriosComentários