JPMotos
No quarto dia de operação, bombeiros tentam localizar mais quatro desaparecidos no desabamento do Edifício Andréa
18 de outubro de 2019 às 09:26
26
Visualizações

Desabamento 400

Bombeiros estão chegando nos locais mais profundos dos escombros do edifício

No quarto dia de buscas nos escombros do Edifício Andréa, equipes do Corpo de Bombeiros Militar tentam localizar mais quatro pessoas que estão desaparecidas desde o desabamento ocorrido na manhã da última terça-feira ( 15). Seis pessoas morreram e os corpos já foram identificados pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), através da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel).

Os seis mortos na tragédia do Edifício Andréa são: Frederick de Santana Santos, 30 anos; Isaura Marques Bezerra, 81 anos; Antônio Gildásio Holanda da Silveira, 60; Nayara Pinho da Silveira, 31; Rosane Marques de Menezes, 56; e Maria da Penha Bezerril Cavalcante, 81.

Estão desaparecidos: Maria das Graças Rodrigues, 70 anos (síndica do edifício); Francisco Erivelton dos Santos, Leda Bernardo da Silva e José Erivelto, um cuidador de idosos.

Na delegacia

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), a operação nos destroços do edifício que desabou vão continuar até que todos os corpos dos mortos no desastre sejam resgatados e eliminadas totalmente as chances de localização de sobreviventes.

Na manhã desta sexta-feira (18), os bombeiros voltam a usar máquinas (tratores) para a retirada de mais lajes que estão ainda dificultando o acesso dos militares aos locais mais profundos em meio aos escombros. Um dos corpos, por exemplo, estava a cerca de oito metros da superfície e foi resgatado somente após serem retiradas as vigas que impediam a entrada dos bombeiros.

Na delegacia do 4º DP (Pio XII), onde foi instaurado o inquérito policial que está apurado o desabamento, cerca de 12 pessoas já prestaram depoimento e novos procedimentos deverão ser realizados ainda hoje.

 

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários