JPMotos
Nova chacina no Ceará em menos de 48 horas. Dez mortos na cadeia de Itapajé
29 de Janeiro de 2018 às 15:37
313
Visualizações

Corpos ficaram espalhados nas celas e corredores da Cadeia Pública de Itapajé na manhã desta segunda

Dez detentos da Cadeia Pública da cidade de Itapajé (a 125Km de Fortaleza) foram mortos, na manhã desta segunda-feira (29) na segunda chacina no Ceará em pouco mais de 48 horas. O número ainda não é oficial, já que a Secretaria estadual da Justiça e da Cidadania (Sejus), responsável pela administração do Sistema Penitenciário do Ceará, ainda não se pronunciou acerca do caso.

A chacina teria ocorrido, supostamente, durante uma briga entre integrantes de facções rivais que cumprem pena naquela unidade do Sistema Penitenciário. O clima ainda é tenso no local, mas a Polícia Militar já conteve a situação e não foram registradas fugas. Os mortos seriam integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A chacina ocorreu por volta de  7h30 antes mesmo do horário do banho de sol. A cadeia está superlotada com cerca de 70 presos, quando sua capacidade é para abrigar no máximo 40 homens.

Conforme informações colhidas no local, foram ouvidos estampidos, indicando que armas de fogo foram utilizadas para os assassinatos. A Polícia Militar invadiu o presídio após a chegada de reforços de cidades vizinhas e assegura que a situação já está controlada.

Vários presos ficaram feridos durante o incidente e os que apresentavam estado mais grave foram transferidos de ambulância para Fortaleza.

Imagens postadas nas redes sociais mostram os corpos espalhados pelas celas e corredores da Cadeia Pública de Itapajé. Além daqueles atingidos por tiros, há presos também feridos com facas e cossocos.

Uma equipe da Perícia Forense de Sobral foi deslocada para aquela cidade com o intuito de realizar perícias em local de crime.

Fuga em Senador

Ao menos, 10 presos conseguiram fugir, na madrugada desta segunda-feira (29), da Cadeia Pública da cidade de Senador Pompeu (a 273Km de Fortaleza). Os detentos teriam feito um buraco na parede da cela e escapado. Até o momento, nenhum dos foragidos foi recapturado.

Policiais civis e militares estão em diligências na tentativa de localizar os foragidos.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários