JPMotos
Operação Ostentação: mais dois suspeitos de golpe milionário são presos
1 de junho de 2017 às 05:34

Mais dois homens foram presos, na continuação da segunda fase da Operação Ostentação, por suspeita de participar de uma quadrilha de estelionatários que faturou mais de R$ 1 milhão em golpes, em Quixadá. Com essas detenções, realizadas na última segunda-feira (29) e terça (30), a Polícia Civil do Município já capturou nove pessoas que estariam envolvidas com o esquema.

De acordo com informações da Delegacia Regional de Quixadá, os dois últimos presos tinham mandados de prisão preventiva contra eles. Ciente da determinação judicial, Leandro Holanda de Almeida, de 26 anos de idade, se apresentou à Delegacia, com advogado, e recebeu voz de prisão, na segunda (29).

Já Ney Robson Alexandre Sampaio de Oliveira, 30, recebeu, em casa, uma notificação para prestar depoimento na Delegacia e, ao chegar lá, também ouviu a ordem de prisão, na última terça (30).

Casal foi preso em mansão luxuosa

A Polícia Civil de Quixadá já havia detido o casal Marcílio Jorge da Silva Cavalcante, conhecido como ´Marcílio Voa Dois´, 39, e Marillianny Patrício Nobre, 30, que seriam os mentores dos golpes e foram encontrados em uma mansão luxuosa; Jone Kello da Silveira Lemos, 29, e Osmildo Pereira Brito Neto, 27, durante a segunda fase da Operação Ostentação, deflagrada no último dia 25.

Na primeira fase, deflagrada no dia 16 de maio, foram presos Rafael Ferreira Vieira, o ´Rafael Galinha´, 28, que seria um dos principais ´braços´ do bando; Rafael Rodrigues Pereira, 23, e Marcos Antonio da Silva Júnior, 23.

A quadrilha é suspeita de aplicar golpes que renderam mais de R$ 1 milhão e fizeram vítimas em vários Estados do País, como São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Os criminosos prometiam proventos da aposentadoria às vítimas, que tinham que arcar com as custas processuais e honorários advocatícios. Os interessados não checavam a informação com os órgãos oficiais, depositavam o dinheiro e não recebiam o que era prometido, caindo no golpe.

Fonte: Diário do Nordeste

281 total views, 2 views today

ComentáriosComentários