JPMotos
Outubro terminou com uma mulher morta no Cariri e o ano é 52% menos violento
23 de novembro de 2018 às 04:55
104
Visualizações

O mês de outubro terminou com o registro de uma mulher assassinada na região do Cariri, sendo em Juazeiro do Norte após dois homicídios contra pessoa do sexo feminino em setembro ou queda pela metade. Nos dez primeiros meses deste ano são 12 mulheres mortas contra 25 na comparação com igual período do ano passado ou 13 a menos representando uma queda na ordem de 52%.

Na comparação dos meses de outubro deste e do ano passado houve redução de 75% já que, em 2017, quatro mulheres foram mortas no décimo mês. Este ano, mulheres tombaram sem vida em oito cidades, sendo uma em janeiro, três em fevereiro, uma em julho, quatro em agosto, duas em setembro e uma no mês passado. Segundo levantou o Site Miséria, foram assassinadas três pessoas do sexo feminino em Crato e outras três em Juazeiro representando, juntas, a metade de todo o Cariri. As demais ocorreram em Aurora, Caririaçu, Assaré, Jardim, Araripe e Brejo Santo.

No dia 21 de outubro Marileide Conceição de Souza, de 29 anos, a “Leidinha” que residia na Rua Pio Norões (João Cabral) em Juazeiro, foi morta a tiros por dois homens numa moto na Rua Todos os Santos naquele bairro. Ela era envolvida no latrocínio contra o Soldado Evandro no dia 8 de setembro de 2011 na Avenida Padre Cícero em Juazeiro e viúva de Ricardo Alves Feitosa morto em troca de tiros com a PM em Alagoas. A PM prendeu como suspeito seu namorado que negou, mas é investigado.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários