JPMotos
Persiste o mistério quanto aos dois corpos amarrados e carbonizados encontrados em Juazeiro
6 de julho de 2017 às 11:54

Ainda persiste em Juazeiro do Norte o mistério em relação aos dois corpos que apresentavam sinais de terem sido amarrados e ateado fogo os quais foram encontrados num curto intervalo de 14 dias. Chamou a atenção igualmente o fato de tais ossadas humanas terem sido achadas com certa proximidade na região entre o bairro Betolandia na saída para o Sítio Pintado na zona rural do município.

Até agora não ocorreram as identificações e a polícia não dispõe de quaisquer informações concretas que possam esclarecer esses casos misteriosos. O primeiro achado se deu no dia 19 de junho em um terreno baldio na Rua Paizinho Sabiá no bairro Betolandia. O cadáver carbonizado estava sem as pernas e amarrado por fios não sendo possível identificar o sexo.

Neste caso, familiares do vendedor de rosas Natanael Nunes Agra, de 18 anos, compareceram à Perícia Forense para a coleta de material destinado a um exame de DNA, cujo resultado continua sendo aguardado. Segundo os pais dele, Luiz Narcísio Agra e Maria Lidiane Santana Nunes, o garoto mora com sua avó na Rua Santa Tereza (São Miguel) e está desaparecido desde o dia 4 de junho. Ele estuda na Escola José Bezerra e, toda semana, visita os pais em Barbalha

Naquele dia, Natanael saía de casa com um balaio de flores, mas, após receber uma ligação, desistiu das vendas e deixou o imóvel sem os produtos não mais retornando. Já no último domingo, dia 2, outra ossada humana nas mesmas circunstancia foi encontrada por populares noutro terreno baldio nas imediações do Conjunto Oasis entre o bairro Betolandia e o Sítio Pintado.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

360 total views, 3 views today

ComentáriosComentários