JPMotos
PM de Tocantins mata mais dois bandidos da quadrilha dos “Pipocas”. Corpos foram encontrados hoje
7 de novembro de 2019 às 11:40
65
Visualizações

Pipocas hoje 5

Os corpos dos dois bandidos foram encontrados hoje após mais um tiroteio no Pequizeiro

Pipocas hoje 6

A operação da PM tocantinese foi encerrada com a morte de mais dois membros da quadrilha

Pipocas hoje 1

Mais duas armas da quadrilha (uma submetralhadora e uma pistola) foram apreendidas

Mais dois bandidos cearenses, integrantes da “quadrilha dos Pipocas”, foram mortos pela Polícia Militar na região do Pequizeiro, na zona central do Interior do estado de Tocantins. A informação foi confirmada pela PM, em Palmas, na manhã desta quinta-feira (7). Os corpos dos criminosos foram encontrados no começo da manhã de hoje após mais um confronto armado entre os bandidos e a PM tocantinense, durante a madrugada.

O tiroteio entre os criminosos e policiais militares ocorreu no andamento das buscas aos ladrões que teriam explodido uma agência do Bradesco na cidade de Pequizeiro na última quinta-feira (31). No mesmo dia, o bando se envolveu em um acidente de trânsito ao tentar atacar um carro-forte na rodovia estadual TO-242, entre as cidades de Goianorte e Araguacema, a cerca de 289 quilômetros de Palmas, capital do estado.

Os corpos dos dois homens – ainda não identificados – foram localizados no começo da manhã junto com mais armas do bando, fuzis, e elevou para seis o número de bandidos mortos em três tiroteios desde o dia dos ataques ao banco e ao carro-forte na Região do Pequizeiro.

Quadrilha cearense

Na madrugada da última sexta-feira (1º), quatro integrantes da quadrilha dos “Pipocas” morreram na mesma região. Um policial militar, identificado como sargento Gama, integrante do batalhão de Rondas Táticas Motorizadas (Rotam), do Policiamento de Choque, também ficou ferido e morreu quando era levado por colegas de farda para o hospital mais próximo da área onde a quadrilha foi cercada.

Além do sargento Gama, morreram também no tiroteio os bandidos identificados como: Elineudo Oliveira Silva (“Neudo Pipoca”), Elineuton Oliveira Silva (irmãos), Ângelo Márcio Rodrigues e Paulo Sérgio de Oliveira. Todos eram naturais do Município de Quixadá, no Sertão Central do estado (a 154Km de Fortaleza).

 

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários