JPMotos
Polícia Civil do Ceará passa por reestrutura e ganha novas delegacias como a de Combate à lavagem de dinheiro e de Proteção ao Meio-Ambiente
25 de fevereiro de 2019 às 12:46
34
Visualizações

PC 1

Novas delegacias estarão em funcionamento ainda em 2019. Lei vigora desde dia 1º de fevereiro

O estado do Ceará vai ganhar novas delegacias especializadas da Polícia Civil até o fim deste ano, entre elas, a de Proteção ao Meio-Ambiente, outra de Assuntos Internos, uma no Aeroporto Internacional Pinto Martins, além de uma delegacia e um laboratório de análise, controle e combate aos crimes de lavagem de dinheiro. Também serão criados na estrutura da Polícia Judiciária dois novos departamentos, entre eles, o de Proteção aos Grupos Vulneráveis, que inclui uma delegacia de Proteção ao Idoso e da Pessoa com Deficiência.

A criação de novas delegacias e departamentos na Polícia Civil do Ceará estão incluídas no decreto de número 32.987, datado de 22 de fevereiro último (quinta-feira), cujo teor foi publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará, sob a chancela do governador Camilo Santana (PT). Trata-se da lei que dispõe sobre a Estrutura Organizacional e os Cargos em Provimento de Comissão da Superintendência da Polícia Civil. São 19 departamentos que vão coordenar toda a Polícia Civil cearense, desde as delegacias de bairro (distritais) aos novos órgãos, como um Centro de Inteligência, Análise e Apoio Técnico da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Para administrar todo o aparato da instituição e reprimir a criminalidade e violência, a Delegacia Geral (ou Superintendência da Polícia Civil), contará com novos órgãos como o Departamento de Recuperação de Ativos, onde se incluem a Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro.

O departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (novidade na estrutura da PCCE) vai coordenar os trabalhos de 13 delegacias, divisões e unidades, entre eles as Delegacias de Defesa da Mulher de Fortaleza, Crato, Caucaia, Iguatu, Icó, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral.

Mais cargos

A nova Delegacia de Proteção ao Idoso e Pessoa com Deficiência contará com uma secção específica de Investigações e Operações, à exemplo das Delegacias do Aeroporto Internacional Pinto Martins, de Proteção ao Meio Ambiente, Antissequestro e de Assuntos Internos.

Já o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai ganhar mais uma unidade, a sua 13ª delegacia, batizada de Delegacia de Desaparecimento de Pessoas.

Estranhamente, duas delegacias instaladas em Municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) passarão a ser integrantes do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Norte: as das cidades de São Gonçalo do Amarante e Paracuru. Já as delegacias de Polícia de Cascavel e e Pacajus, também da Zona Metropolitana de Fortaleza, serão integrantes do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul.

Com a nova estrutura já em vigor, haverá aumento no número de cargos de provimento em comissão (os cargos comissionados), passando de 453 para 472. Também pela lei foi criado o cargo de Assessor de Polícia Judiciária Especializada. Serão 10 cargos.

A reestrutura de cargos e unidade da Polícia Civil do Ceará passou a ter vigor no dia 1º de fevereiro, embora que somente publicada no Diário Oficial do último dia 22.

VEJA AS PRINCIPAIS NOVIDADES EM DELEGACIAS NO CEARÁ:

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários