JPMotos
Polícia de Brejo Santo mira no que soube e acertou no que não sabia
7 de setembro de 2016 às 10:49
12
Visualizações

20160907095047_1874_capaPoliciais militares de Brejo Santo descobriram uma oficina de conserto de armas de fogo na Vila São Sebastião, 13 naquele município partindo da denúncia que um aposentado tinha adquirido uma espingarda em virtude de conflitos familiares. Foi o medo de algo pior que levou Maria Gorete da Silva, de 48 anos, residente no Sitio Mutumba, a denunciar o seu próprio pai. Segundo ela, desentendimentos familiares tinham levado o mesmo a adquirir uma arma de fogo.

Por volta das 10 horas uma patrulha com o Major Sobreira, o Sargento Moura e os Soldados Nascimento, e Jeferson foi averiguar a situação de perto começando pelo aposentado José João da Silva, de 74 anos, o “Zé do Poço”, residente na Vila São Sebastião. O mesmo confessou ter adquirido uma espingarda artesanal a qual logo entregou aos PMs informando que trocara a mesma por outra com José Pereira de Souza, o “Quinha de Tutula”.

As diligências continuaram e, na casa desse outro, sua companheira disse que a arma estava no conserto em uma oficina. A patrulha seguiu adiante descobrindo a oficina pertencente a José Lino Filho, de 68 anos, o “Loro de Juca”, em sua própria casa na Vila São Sebastião. No imóvel, os policiais recolheram uma espingarda calibre 36, duas tipo socadeira, uma garrucha, 30 cartuchos calibre 36, quatro canos para fabricação de espingarda, três varetas usadas para municiar espingardas, duas bolsas com chumbo e cinco arremedos usados para caça

Com parceria Site Miseria

ComentáriosComentários