JPMotos
Polícia de Crato prende mais 11 acusados do tráfico de drogas, incluindo três mulheres
26 de fevereiro de 2019 às 17:15
147
Visualizações

Nova operação de combate ao tráfico de drogas deflagrada na manhã desta terça-feira no município de Crato resultou nas prisões de 11 pessoas que teriam envolvimento na venda de substâncias entorpecentes. Cerca de 60 policiais civis de várias delegacias da região do Cariri amanheceu o dia em ruas dos bairros Vila Alta, Vila Lobo, Lameiro, Alto da Penha, Cacimbas, Seminário e Pinto Madeira quando cumpriu todos os mandados judiciais expedidos pela comarca local.

A operação batizada de “Marmorato” foi coordenada pelo delegado Inácio Torres o qual informou que o grupo já vinha sendo investigado a mais de oito meses diante de evidências de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. De acordo com o delegado, além das prisões preventivas, os policiais cumpriram mais 14 mandados de busca e apreensão, sendo que os homens foram trazidos para a cadeia pública de Juazeiro e as mulheres ao presídio feminino.

Enquanto isso a polícia civil vai averiguar aparelhos celulares, chips e documentos apreendidos. Foram presos pela primeira vez e, portanto, sem antecedentes criminais Diogo Paulino Lopes, de 26, Emmanuel Jardiel Santos de Menezes, de 35, José Uoston dos Santos, de 36, Maria Marneide Neri Firmino, de 29 e Maria Imaculada da Conceição Brito Pereira, de 25 anos de idade.

Segundo a polícia, a jovem Ana Raissa Gomes Arruda, de 26, já responde por crimes de ameaça, receptação e arrombamento, enquanto Cícero Vanderson da Silva Oliveira, de 25, é acusado de roubo. Já Maurício Benedito Silva de Sousa, de 35, tem passagem por tráfico de drogas a exemplo de Dhiogo Maxwendell Bezerra de Sousa, de 21 anos. Outros presos foram os comparsas Manoel Ferreira da Silva, de 37, e Marcelo de Sousa Martins, de 33 anos, apelidado por “Moreno” e “Bacu”.

Manoel responde por crimes de lesão corporal e violência doméstica, enquanto “Bacu” possui passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, sequestro com cárcere privado e crime de trânsito. Inclusive, já foi vítima de duas tentativas de homicídios à bala, sendo a primeira em abril de 2012 no bairro Vila Lobo; e em maio de 2014 na Praça Cristo Rei no centro de Crato. No último dia 3 de janeiro “Bacu” foi preso em sua casa no bairro Vila Lobo com 195 gramas de maconha.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários