JPMotos
Polícia investiga clínica de estética em Juazeiro levando duas mulheres, aparelhos e remédios à delegacia
26 de julho de 2018 às 05:00
141
Visualizações

Policiais civis da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte cumpriram mandados judiciais de busca e apreensão por volta das 10h30min desta quarta-feira na Clínica de Estética Avançada Séphora Albuquerque. O estabelecimento funciona no cruzamento das ruas Possidonio Bem e Mauro Sampaio (Bairro Lagoa Seca) em Juazeiro, onde já foi a Clínica Fisio Estetik da Dra. Sephora.

Hoje, se dispõe a fazer procedimentos na área de Medicina e Saúde propagando Tricologia, Botox (preenchimento), Criolipolise, Laser, Fraxx e outros. Só que a atividade do centro já vinha sendo investigada pela polícia após o recebimento de denúncia da Sociedade Brasileira de Dermatologia informando que a clínica estava promovendo o exercício ilegal da atividade de medicina. De acordo com a entidade, procedimentos incorretos que podem representar riscos à saúde do paciente.

Ferramentas foram apreendidas, juntamente com equipamentos e remédios vencidos (Foto: Reprodução/Redes sociais)

A polícia promoveu diligências investigando as irregularidades o que culminou com a representação judicial e a operação de hoje coordenada pelo Delegado Regional de Polícia Civil, Juliano Marcula, e a Delegada Wannini Galiza Rizzi Dias. O trabalho teve ainda o apoio de profissionais da Perícia Forense, da Vigilância Sanitária e os investigadores apreenderam medicamentos vencidos, agendas, cadernos com anotações, fichas, prontuários, celulares, pendrives, equipamentos, ferramentas e computadores.

Uma fisioterapeuta que estava em procedimento e a assistente dela foram levadas à delegacia, mas a polícia optou por não divulgar seus nomes enquanto prossegue com as investigações. Segundo a Delegada Wanini, houve a constatação de irregularidade administrativa e criminal, citando que a fisioterapeuta desempenhava o ofício exclusivo do profissional da área de medicina e alguns aparelhos apreendidos são próprios e restritos para o uso por médicos.

De acordo com a autoridade policial, caracteriza crime contra o Art. 282 do Código Penal (exercício ilegal da profissão). A delegada disse que vai prosseguir nas investigações em relação a essa e outras clínicas dentro de um trabalho preventivo. Sobre o assunto, o repórter cinematográfico Guto Vital ouviu a Delegada de Polícia Civil, Wannini Rizzi, que está à frente das investigações.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

 

ComentáriosComentários