JPMotos
Polícia militar prende envolvidos na morte de agente penitenciário de Orós
7 de março de 2018 às 15:59
261
Visualizações

Uma operação realizada por policiais do Bpraio de Iguatu com o apoio do destacamento de Orós, acabou resultando na prisão de dois envolvidos na morte do agente penitenciário Carlos Antônio Bezerra, de 34 anos, o Carlinhos, e na apreensão de um menor. O agente foi morto por volta das 9 da manhã da última sexta feira, dia 2, na praça Padre Cicero, quando aguardava uma topique para ir para sua residência na cidade de Iguatu, por uma dupla de moto e ainda teve sua pistola e o distintivo funcional roubados.

O caso vinha sendo investigado pelo delegado regional de polícia civil de Icó, Erlon Leite Fernandes dos Reis e pelo delegado de Orós, Girlando Pereira. Na tarde de ontem, por volta das 15 horas, policiais do raio com o destacamento, através de informações acabaram prendendo os principais suspeitos que confessaram toda trama.

O primeiro a ser apanhado pelos militares foi um menor de 17 anos, residente na rua Clóvis Campelo. O adolescente confessou ter atirado no agente Carlinhos. Ele foi apreendido no acampamento 4 de Orós e delatou o comparsa que estaria pilotando a motocicleta. Era o pescador Silas José da Silva de 19 anos, residente no bairro São José. O motoqueiro Silas disse em depoimento que o menor sabia de toda trama, inclusive o horário que o agente deixava o plantão com uma mochila e a pistola. O adolescente confessou ainda com riqueza de detalhes onde a arma do agente estava guardada.

Os militares encontraram guardada na casa de Francisco Fábio da Silva, o Fábio, de 19 anos, na rua Clóvis Campelo, Bairro São José, um revólver calibre 38, possivelmente usado na execução do agente, a pistola da vítima, uma 380 com um carregador e 14 munições intactas e o distintivo funcional do agente.

Os suspeitos foram encaminhados de Orós para delegacia regional de polícia civil de Iguatu, que estava de plantão para procedimento. O adolescente responderá por formação de quadrilha, homicídio e assalto. Já Silas, formação de quadrilha e corrupção de menor e Fábio, também formação de quadrilha e corrupção de menor. Na sexta feira, um detento no semi aberto já havia sido preso. Manoel Ferreira da Silva,que teria a missão de apontar para os matadores a localização do agente Carlinhos.

Com informações do correspondente Richard Lopes

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Agência Miséria

ComentáriosComentários