JPMotos
Polícia prende acusado de ser um dos cabeças do tráfico de drogas na região do Cariri
22 de novembro de 2018 às 11:20
69
Visualizações

Policiais Civis prenderam Antonio Gilmar Tenório da Silva, de 35 anos, por força de um mandado judicial expedido pela Comarca de Crato. Em novembro do ano passado ele já tinha sido preso na quarta etapa da “Operação Medellín” executada em Crato quando dezenas de acusados do tráfico de drogas foram recolhidos com armas, substâncias entorpecentes e dinheiro. Segundo a polícia, trata-se de um homem de alta periculosidade que, após conquistar a liberdade, desapareceu do Cariri.

Nesta quarta-feira o mesmo foi localizado num imóvel em Fortaleza e os investigadores da Polícia Civil da capital e do Cariri encontraram ainda uma balança de precisão e um caderno de anotações relacionadas com os “negócios” ilícitos. Para a polícia, trata-se de um dos principais responsáveis pelo abastecimento de drogas no Cariri, cujo paradeiro era investigado pelo núcleo de combate ao tráfico de drogas em Juazeiro.

No momento da abordagem, Gilmar apresentou um documento falso para despistar a polícia a qual informou ainda que o mesmo atua em conjunto com o seu irmão Valdemar Tenório da Silva. A polícia disse mais que Gilmar responde vários procedimentos por crimes de tráfico de droga, associação para o tráfico, homicídio, lavagem de dinheiro, estelionato, falsidade ideológica, assaltos, formação de quadrilha, além de porte de arma de fogo de uso restrito.

No dia 1º de fevereiro de 2011 ele foi preso no estacionamento do Cariri Garden Shopping em Juazeiro sob acusação de estar vendendo drogas numa Hilux de cor prata. Na sua casa no Bairro Limoeiro, os PMs apreenderam um revólver calibre 38, quatro gramas de cocaína, R$ 3.610,00 em dinheiro, 19 cartuchos calibre 38, um calibre 32 e outro calibre 380, nota promissória no valor de R$ 2.384,80 e três recibos de uma indústria de calçados preenchidos em nome dele e no valor R$ 24 mil.

 

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários