JPMotos
Policial do Piauí é preso ao ser flagrado levando dinheiro de banco atacado no Maranhão
28 de novembro de 2018 às 08:00
195
Visualizações

Um policial militar do Piauí identificado como André dos Anjos Santos, 33 anos, foi preso em flagrante em Bacabal por estar recolhendo dinheiro da agência do Banco do Brasil após o ataque de bandidos no último domingo (25). De acordo com a Polícia Militar do Maranhão, ele estava armado com uma pistola .40 quando foi abordado, mas não tinha documentação funcional.

A PM do Maranhão confirmou que André Santos era policial depois de entrar em contato com o comando policial do Piauí.

“O policial estava no local da explosão e recolhendo dinheiro que ficou pelo chão. Ele não foi encontrado junto com integrantes do bando que atacou a agência. Então agora é um trabalho de investigação para saber se ele tem algum envolvimento com a quadrilha”, disse o capitão Ferreira, da Polícia Militar em Bacabal, em entrevista a Rádio Mirante AM, na manhã desta terça-feira (27).

Pelas informações do capitão, com a prisão do policial, ao todo três pessoas estão presas por conta do furto das notas que ficaram espalhadas após o ataque da quadrilha.

Sobre o número exato de integrantes do bando, o policial disse que até o momento há apenas estimativas. “Não temos conhecimento do número certo dos integrantes da quadrilha, mas estimamos com base em informações em torno de 40 a 50 (bandidos)”, disse o capitão.

Entenda o caso

Na noite do último domingo (25) uma quadrilha fortemente armada atacou a agência do Banco do Brasil do município de Bacabal, a 240 km de São Luís. Durante a ação, os assaltantes incediaram viaturas e enfrentaram a polícia. Três bandidos foram mortos e um suspeito foi preso. Outras duas pessoas foram presas após terem entrado na agência para pegar cédulas que foram deixadas pelo crime.

Nessa segunda (26) a Polícia do Maranhão começou a recuperar o dinheiro que foi levado pela população após o assalto da agência. Imagens divulgadas pela polícia, mostraram uma montanha de dinheiro dividida em notas de R$ 2, 5, 10, 20, 50 e 100. Até o momento, R$ 3 milhões já foram recuperados.

Segundo a polícia, a investigação aponta que a quadrilha pode ter levado cerca de R$ 100 milhões da agência bancária do Banco do Brasil. O chefe da quadrilha é apontado como José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa” e segundo a polícia, ele estaria comandando pessoalmente a ação.

Fonte: G1 PI

ComentáriosComentários