JPMotos
Preso em Brejo Santo acusado de ser o mentor de um triplo homicídio e seqüestro de uma mulher no Pernambuco
26 de novembro de 2016 às 10:52

20161125151551_1563_capa

O comerciante Francisco José Vieira Bento, de 51 anos, o “Pelé da Ótica” residente na Rua Cândido Alfredo da Cruz, 34 (Bairro Capilé) em Brejo Santo, foi preso em sua casa por policiais civis da Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe (PE). Eles cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juiz Elias Soares da Silva da Comarca de Brejo da Madre de Deus (PE), cuja ação foi acompanhada de perto pelo Major Sobreira, Comandante da Companhia Militar de Brejo Santo.

Segundo a polícia, “Pelé” é acusado da autoria intelectual de uma ação que resultou num triplo homicídio e seqüestro de uma mulher. No Inquérito ele foi denunciando juntamente com os executores Paulo Roberto de Souza Silva, José Aparecido Barbosa de Carvalho, o “Danilo” e Jorge dos Santos os quais tiveram suas prisões em flagrante convertidas em preventivas. Inclusive, a mulher seqüestrada reside, atualmente, no município de Barro e até já foi ouvida por meio de carta precatória expedida pela justiça pernambucana.

De acordo com os autos, no dia 5 de agosto do ano passado, na estrada vicinal de acesso ao Sítio Mandaçaia na zona rural do Brejo da Madre de Deus, quatro homens em um Fiat Uno de cor vermelha e placas OYS-4722 de Trindade (PE) interceptaram um veículo Corolla do qual retiraram Maria Natália Lima Figueiredo Fernandes. Ela foi amordaçada, teve os olhos vendados, amarrada e colocada no Fiat. Depois, os acusados mandaram os três ocupantes do Corolla descerem exigindo que deitassem na estrada.

Em seguida, passaram a efetuar disparos de revólveres quando morreram no local Antônio Fábio da Silva Aquino, de 22, com quatro tiros nas costas, e o primo de Natália no caso Cícero Ewerton Andrade de Figueiredo, de 20 anos, com um tiro na cabeça. Já o namorado da garota, Silvestre Stalone da Silva, de 28 anos, saiu lesionado na cabeça e morreu no dia seguinte no hospital. Após os disparos o quarteto tentou fugir, mas foi localizado por uma patrulha, causando uma batida e ainda atiraram nos PMs que revidaram.

Um policial militar saiu ferido no braço direito a exemplo de um dos acusados que ainda furaram o cerco após abandonarem Natália um pouco adiante e o Corolla das vítimas no Distrito de Barra de Farias a exemplo do Fiat. Os três homens que morreram eram vendedores e residiam em Barro (CE) e Natália seria ex-namorada de “Pelé” preso em Brejo Santo. O primeiro a ser preso foi Paulo Roberto, que reside em Trindade (PE), possibilitando a que a polícia desvendasse o caso e prendesse os demais.

Com Parceria Site Miseria

ComentáriosComentários