JPMotos
Preso em Juazeiro acusado de cinco homicídios, lesões corporais e tráfico de drogas
13 de junho de 2017 às 10:27

O jovem Cledson Israel dos Santos, de 24 anos, o “Cleicinho”, voltou a ser preso por volta das 15h30min desta segunda-feira no bairro Timbaúbas em Juazeiro do Norte. Ele foi localizado na Rua Otávio Aires por Inspetores da Polícia Civil após denúncias anônimas recebidas sobre o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Com ele, os policiais encontraram um revólver calibre 32 tendo seis cartuchos intactos, 27 pedras de crack, um tablete de crack pesando 95 gramas e 3,5 gramas de maconha.

Além disso, dois aparelhos celulares e duas câmeras de segurança usadas para monitorar a chegada da polícia. Contra Cleicinho existia um mandado de prisão temporária em aberto expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro, sendo apresentado ao delegado plantonista e recambiado à cadeia pública. Segundo a polícia, o mesmo é suspeito de envolvimento em cinco homicídios e responde por crimes de tráfico de drogas, lesões corporais e porte de arma de fogo desde sua menoridade.

Dos cincos homicídios atribuídos a Cleicinho, quatro aconteceram no ano de 2011 e num curto intervalo de nove meses e o outro há pouco mais de um ano:

DIA 3 DE JANEIRO

Luis Milton da Silva, de 26 anos, o “Didi”, que residia na rua Arsênio Sobreira, 376 (Bairro Timbaúbas), foi morto com três tiros quando trafegava no cruzamento das ruas Arsênio Sobreira com Tenente José Dias daquele bairro. Didi respondia por homicídio e desacato.

DIA 6 DE MARÇO

Rafael Jackson Bezerra, de 21 anos, que residia no Bairro Frei Damião, foi morto com um tiro no tórax. O corpo foi encontrado ao lado de sua moto Honda CG 125 Fan na Rua Manuel Tavares Lopes daquele bairro e a vítima respondia por crimes de roubos e ameaças.

DIA 14 DE AGOSTO

José Cláudio da Silva, de 23 anos, o Lequinha, foi morto com vários tiros de revólver perto de sua residência na Rua Rui Barbosa (Timbaúbas) por “Cleicinho” e mais dois comparsas numa moto. A vítima era suspeita de ter assassinado Pedro Henrique da Silva na madrugada daquele mesmo dia.

DIA 24 DE SETEMBRO

Luis Carlos da Silva, de 24 anos, que residia no Bairro Timbaúbas, foi morto com um tiro de revólver no abdômen quando trafegava pela Rua Arsênio Sobreira, 362 daquele bairro. Ele era irmão de “Didi” que tinha sido assassinado no dia 3 de janeiro.

DIA 08 DE MARÇO DE 2016

Joseano Pereira da Silva, de 25 anos, o “Joquinha” que residia na Rua Antonio Gonçalves Sobreira, 1242 (Tiradentes), foi morto a tiros por dois homens numa moto Yamaha YBR que o perseguiram a mataram na Rua Alexandre Romão Felipe daquele bairro. A vítima respondia por porte ilegal de arma de fogo e receptação.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

471 total views, 2 views today

ComentáriosComentários