JPMotos
Presos mais dois acusados na morte em Campos Sales de PM do RAIO de Juazeiro
2 de julho de 2019 às 12:11
99
Visualizações

Mais duas pessoas foram presas neste final de semana acusadas de envolvimento na morte do Soldado do RAIO José Roberto Lemos, de 25 anos, que residia em Juazeiro, e foi assassinado no final da manhã do dia 8 de maio de 2016 num bar em Campos Sales. Na noite de domingo policiais militares do Ceará e São Paulo cumpriram mandado judicial da Comarca de Campos Sales e prenderam Danilo Alves do Nascimento, de 26 anos. Antes, no sábado, já tinha sido presa Luana Alves da Silva, de 31 anos.

Danilo foi localizado na Rua Engenheiro Vitor Freire (Bairro Jaguaré) em São Paulo (SP) já que tinha fugido de Campos Sales desde o dia do crime. Já Luana foi presa na tarde de sábado na Rua Raimundo Ferreira de Sousa (Bairro Área Verde) em Pacajús (CE). Com ela os policiais encontraram 20 papelotes de cocaína, 81 de crack e mais 18 trouxinhas de maconha. Ela é filha da comerciante Maria Dalvani da Silva, de 62 anos, a “Miúda” dona do Bar da Míúda no Bairro Aparecida em Campos Sales.

Foi nesse estabelecimento onde o crime aconteceu por ocasião de uma troca de tiros entre acusados do tráfico de drogas e policiais militares que averiguavam denúncias apontando a chegada de uma boa quantidade de cocaína a Campos Sales e que estaria no bar. Inclusive, “Miúda” já tinha sido presa na tarde do último dia 20 de junho no bairro Croatá igualmente em Pacajus. Ela também havia desaparecido desde o assassinato do policial militar e estava refugiada na casa de familiares.

Além desses três, são denunciados ainda por homicídio qualificado: Alex de Castro Aquino, o “Zé Doido”, Luciano Feitosa Arrais, Cícero Pedro da Silva, Maquirone Garcia de Sousa e Marloncio Benigno Campos. Alguns até já morreram e outros estão foragidos como é o caso de “Zé Doido” que seria o autor dos disparos. Dias após o assassinato do Soldado PM Lemos do RAIO, o Bar da Miúda pegou fogo em Campos Sales.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários