JPMotos
Quatro pessoas são detidas com combustível em carro clonado após incendiar caminhão na Cidade 2000
23 de setembro de 2019 às 08:31
31
Visualizações

Quatro pessoas (três homem e um adolescente) foram detidas na noite deste domingo (22) após uma perseguição policial entre os bairros Vicente Pinzon e Serviluz, em Fortaleza. O quarteto é suspeito de ter ateado fogo a um caminhão momentos antes na Cidade 2000. 

No carro onde eles estavam, que estava com uma placa clonada, foi encontrado um galão de gasolina. Segundo a polícia, o grupo é suspeito de incendiar outros três caminhões na madrugada do mesmo dia em uma loja de veículos no km 14 da BR-116, no Bairro Ancuri. 

Também na noite deste domingo (22), um caminhão carregado com papel higiênico foi incendiado no Distrito Industrial, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. Ainda na noite do sábado (21), um outro ataque foi registrado na Cidade 2000. Um carro particular estacionado na Rua das Adenanteras foi incendiado por dois homens. E, em Quixadá, no Sertão Central do Ceará, criminosos atearam fogo em um posto de combustíveis durante a madrugada do domingo no Bairro São João. Segundo a Polícia Militar, o frentista do posto conseguiu apagar as chamas.

Ordem de parada desobedecida

A ação que deteve o quateto foi realizada pela Polícia Militar, com o apoio da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ao serem informados de que o grupo fugiu em direção ao Bairro Papicu após incendiar o caminhão, os policiais abordaram o veículo em que eles estavam próximo à Avenida Areia Branca, no Bairro Vicente Pinzon. Foi dada ordem de parada, mas o motorista acelerou em fuga, quando teve início uma perseguição. 

Na Rua Lindoia, no Bairro Serviluz, o carro com os quatro colidiu em outro veículo e parou. Um dos suspeitos saiu do veículo e conseguiu fugir, mas foi preso após buscas na região. Os outros três foram abordados ainda no automóvel.

Foram presos Bruno Acelino Camelo, 26 anos, com antecedentes por roubo e receptação; Fabrício Ferreira Gomes, 22 anos, tem passagens pela polícia por tráfico de drogas e receptação e; Antoniel Santos da Costa, 25 anos, com antecedentes por ameaça e roubo. O quarto envolvido é um adolescente de 16 anos, que foi apreendido.  

O envolvimento dos suspeitos nas outras ações criminosas registradas durante o fim de semana em Fortaleza é investigado pela Polícia Civil.

O incêndio ao caminhão na Cidade 2000 foi apagado por moradores da região.

Ataques no Ceará

O Ceará passou por uma onda de ataques criminosos durante o mês de janeiro, com início no dia 2. Chefes de facções criminosas ordenaram, de dentro de presídios, que uma série de atos fossem cometidos no estado.

Até o dia 8 de fevereiro, foram registrados pelo menos 261 ataquescontra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e estabelecimentos comerciais em 50 dos 184 municípios cearenses. 

A grande quantidade de ações criminosas fez o governador Camilo Santana pedir ajuda da Força Nacional e o Estado recebeu um efetivo de 400 agentes, que reforçam o patrulhamento de vias e ações de inteligência no estado.

Áudios compartilhados entre membros de facções do Ceará revelaram que as ordens para as ações teriam partido de presidiários. As mensagens chegaram até as autoridades após a apreensão de 407 aparelhos de celulares nas unidades prisionais do estado, no dia 6 de janeiro.

Após 26 dias seguidos de ataques criminosos no Estado, as ações diminuíram e o último ataque foi registrado no dia 4 de fevereiro, quando um caminhão de trigo foi incendiado.

Pelo menos 461 pessoas foram detidas por envolvimento nas ações criminosas, conforme a Secretaria da Segurança Pública do Ceará.

Diário do nordeste – Foto ilustrativa/internet

ComentáriosComentários