JPMotos
Seis bandidos morrem no fim de semana em confrontos com a Polícia Militar no Ceará
15 de janeiro de 2018 às 20:19
22
Visualizações

Bandidos atacam, cada vez mais, policiais em locais dominandos pelas facções criminosas

Seis bandidos morreram neste fim de semana em confronto com a Polícia no Ceará. O caso mais violento ocorreu na noite deste domingo (14), na cidade de Barbalha, na Região Sul do estado (a  538Km de Fortaleza), onde quatro criminosos tombaram sem vida num tiroteio com patrulhas do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).

Conforme informações de um oficial da PM, era por volta das 18 horas quando a Polícia recebeu a denúncia de tráfico de drogas  no bairro do Rosário, na periferia da cidade. Imediatamente, uma patrulha foi enviada ao local para averiguar a informação.

Segundo o tenente PM Régis Leite, ao chegar ao endereço citado, na Rua Coronel Gregório Calouro, a patrulha foi atacada a tiros e os PMs revidaram, resultando em quatro suspeitos baleados e mortos. Eles ainda foram socorridos pela própria Polícia parta o hospital local, mas não resistiram. Nenhum deles foi identificado, pois não portavam documentos.

Em poder dos bandidos a Polícia encontrou uma pistola de calibre 7.65, um revólver de calibre 38, além de um simulacro de revólver, munições e drogas (maconha).

Mais bala

Ainda na sexta-feira (12), por volta de 19h30, dois bandidos morreram numa troca de tiros com policiais militares  no bairro Alto São João, na periferia da cidade de Pacatuba, na região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Os criminosos seriam integrantes de uma facção e estariam seguido para praticar uma chacina cujas vítimas seriam membros de um bando rival. Além dos dois suspeitos que morreram no tiroteio com a PM, outros três foram presos com armas, munições e drogas, além de um carro que seria roubado.

Na Sapiranga

Bandidos trocaram tiros com a Polícia Militar na noite deste domingo, em Fortaleza. O confronto ocorreu no bairro Sapiranga-Coité, quando uma patrulha que fazia rondas pelo bairro foi surpreendida com o ataque dos criminosos que estavam em  outro carro. Foram mais de 30 disparos efetuados contra os militares. Por sorte, nenhum PM ficou ferido, porém, os atiradores conseguiram fugir.

Os criminosos seriam integrantes de uma facção criminosa que atua no bairro. Fortemente armados, eles desafiam os policiais que são destacados para fazer o patrulhamento na comunidade. Os confrontos entre os integrantes de facção são constantes e diários, exigindo a presença da Polícia Militar nas ruas do bairro.

Um dos militares envolvidos no tiroteio postou nas redes sociais um áudio em que descreveu aos momentos de tensão durante o tiroteio com os criminosos.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários